sicnot

Perfil

País

Governo do PS substituiu 120 dirigentes do IEFP desde que tomou posse

Governo do PS substituiu 120 dirigentes do IEFP desde que tomou posse

Desde que tomou posse, o Governo de António Costa já substituiu cerca de 120 dirigentes do Instituto de Emprego e Formação Profissional. As exonerações já deram até origem a vários processos judiciais contra o Estado.

  • Antigos dirigentes do IEFP processam o Estado

    País

    Pelo menos dez antigos dirigentes do Instituto do Emprego e Formação Profissional moveram processos contra o Estado. Exigem que seja anulada a exoneração levada a cabo pelo atual Executivo e que lhes sejam devolvidos os lugares.

  • Estágios do IEFP envolvidos em polémica de lavagem de dinheiro

    Economia

    Os estágios profissionais do Instituto do Emprego e Formação Profissional estão envolvidos em polémica. O presidente do Conselho Nacional da Juventude garante que tem recebido denúncias de estagiários que são obrigados pelos patrões a devolver a comparticipação da empresa no salário e também a pagar a taxa social única.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras