sicnot

Perfil

País

PJ constitui arguido presumível autor de fogo em Seia

A PJ anunciou hoje ter identificado e constituído arguido o presumível autor de um incêndio florestal que atingiu Seia, no distrito da Guarda, na segunda e na terça-feira.

Em comunicado, a PJ esclarece que, "através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda, identificou e constituiu arguido o presumível autor do incêndio florestal de grandes dimensões, que lavrou na localidade de Balocas, Vide, concelho de Seia, desde o passado dia 22 e cujo combate se prolongou por dois dias consecutivos".

"O arguido, de 78 anos e com problemas de saúde, terá originado o fogo quando acendeu uma fogueira nas traseiras da residência com o intuito de assar pimentos e sardinhas".

Dos elementos recolhidos tudo aponta para que o próprio arguido se tenha queimado nas mãos quando tentava evitar que o incêndio se propagasse, diz também a PJ.

O incêndio foi dominado na terça-feira, às 10:23. Chegou a três três frentes ativas.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.