sicnot

Perfil

País

Vídeo amador mostra coluna de fumo de incêndio em Lisboa

Vídeo amador mostra coluna de fumo de incêndio em Lisboa

Um incêndio num prédio de habitação de três andares deflagrou esta quarta-feira à noite na Rua Sol ao Rato, em Lisboa. O fogo terá começado no último piso e as causas ainda estão por apurar. No local estão cerca de 40 bombeiros e o fogo já foi dado como dominado. Um vídeo amador que chegou à redação da SIC mostra a coluna de fumo provocada pelas chamas.

  • Incêndio em edifício em Lisboa

    País

    Um incêndio deflagrou às 20:10 na Rua Sol ao Rato, em pleno centro de Lisboa. O fogo começou no último piso de um prédio de habitação de três andares. No local estão cerca de 40 bombeiros, 10 viaturas dos Sapadores de Lisboa e duas dos Bombeiros Voluntários de Campo de Ourique.

  • Incêndio em Lisboa terá começado no terceiro andar
    2:08

    País

    Há nesta altura um incêndio na Rua Sol ao Rato, em Lisboa. No local estão dez viaturas dos Sapadores de Lisboa e pelo menos uma dos Bombeiros Voluntários de Campo de Ourique. O incêndio terá começado no último andar de um prédio de habitação com três pisos. O jornalista André Palma está no local a acompanhar o combate às chamas que deflagram por volta das 20:10.

  • Incêndios causaram 76 feridos no espaço de uma semana
    0:34

    País

    No espaço de uma semana, 76 pessoas ficaram feridas, incluindo seis com gravidade, durante os incêndios florestais. Na conferência de imprensa desta tarde, a Proteção Civil explicou que há cinco planos municipais de emergência ativos por causa das chamas.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.