sicnot

Perfil

País

Motorista detido em Ponte de Lima por suspeita de crimes sexuais contra crianças

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, em Ponte de Lima, um motorista de transportes públicos suspeito de crimes de abuso sexual de crianças, coação sexual e importunação sexual, informou hoje aquela força de segurança.

Segundo um comunicado do Departamento de Investigação Criminal de Braga da PJ, o homem, de 47 anos, "terá importunado várias menores com conversas e propostas de teor sexual e constrangido as mesmas a sofrer atos sexuais de relevo, durante o serviço que executava no âmbito das suas funções profissionais de transporte de estudantes no período de aulas, entre o estabelecimento de ensino e as residências daquelas".

O detido, adianta o texto, foi presente às autoridades judiciárias competentes, "tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de proibição de contatos com menores e proibição de condução de transportes escolares".

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.