sicnot

Perfil

País

Situação dos incêndios em Portugal é "prioridade absoluta" para a UE

Reuters

A comissária europeia da Política Regional, Corina Creu, afirmou hoje, a propósito dos incêndios em Portugal, que a situação é "uma prioridade absoluta para a União Europeia (UE)".

"A tragédia dos recentes incêndios florestais em Portugal revelou como é importante a solidariedade da UE em tempos de crise. Tal como o meu colega Christos Stylianides, Comissário responsável pela Ajuda Humanitária e Gestão de Crises, declarou, a situação em Portugal é uma prioridade absoluta para a UE", lê-se numa declaração que a comissária divulgou hoje.

Lembrando que a UE "respondeu de forma imediata ao pedido [de ajuda] das autoridades portuguesas", Corina Cre?u afirmou que a União Europeia está também "pronta a ajudar" na reconstrução dos edifícios que foram destruídos pelos incêndios.

Nesse sentido, referiu que as autoridades portuguesas "podem candidatar-se a apoio financeiro ao abrigo do Fundo de Solidariedade da UE", que, na sequência de catástrofes naturais, pode ajudar as comunidades a regressar à normalidade em toda a Europa.

"Desde que os danos causados por uma catástrofe excedam um determinado limiar, o Fundo pode contribuir para cobrir os custos dos serviços de emergência e das operações de limpeza, protegendo o património cultural e restabelecendo as infraestruturas e os serviços", acrescentou.

Portugal já beneficiou por duas vezes do Fundo de Solidariedade da UE desde a sua criação, em 2002: em julho de 2003, na sequência de incêndios florestais, e em fevereiro de 2010, após as inundações e os deslizamentos de terras que afetaram a ilha da Madeira, num total de cerca de 80 milhões de euros.

Nas últimas semanas, vários incêndios florestais fustigaram a região norte e centro do país, principalmente os distritos de Aveiro e Viseu, bem como a cidade do Funchal, na ilha da Madeira.

Entretanto, a 14 de agosto, o ministro da Economia Manuel Caldeira Cabral, anunciou linhas de crédito de mais de 10 milhões de euros para apoiar o turismo na Madeira na sequência dos fogos.

Na terça-feira, o Governo acionou a abertura de uma conta de emergência, para apoiar os criadores de gado cujas pastagens foram destruídas pelos incêndios, com um valor total de 500 mil euros.

  • Cerca de 98% da área de pastoreio destruída pelo incêndio de Arouca
    5:10

    País

    Quase um terço do total da área ardida em Portugal em 2016 foi nos fogos de Arouca e São Pedro do Sul. As populações tentam agora regressar à normalidade. Isto, depois de as chamas terem destruído 12 mil hectares em São Pedro do Sul, 17 mil hectares de terreno florestal e agrícola e 98% da área de pastoreio em Arouca.

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano