sicnot

Perfil

País

Corpos das três brasileiras já foram transportados para Instituto de Medicina Legal

As três mulheres brasileiras encontradas mortas num poço de um canil em Cascais já foram transportadas para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Lisboa, disse à Lusa o comandante dos Bombeiros da Parede, Pedro Araújo.

As autoridades encontraram hoje nas imediações de um hospital veterinário em Tires os corpos das jovens desaparecidas desde fevereiro "num tanque que faz de fosso do canil", contou à Lusa Pedro Araújo.

"As raparigas tinham entre os 18 e os 25 anos e a mãe de uma delas dizia que a filha estava grávida", acrescentou.

As raparigas estavam desaparecidas desde fevereiro e o seu desaparecimento estava a ser investigado há vários meses pela Policia Judiciária (PJ).

Hoje, as autoridades encontraram os corpos das vítimas em avançado estado de decomposição e com "sinais evidentes de estarem naquele sítio há muito tempo", acrescentou.

Os corpos das três raparigas já foram transportados para o Instituto de Medicina Legal de Lisboa, contou à Lusa Pedro Araújo.

Já em abril deste ano as equipas de investigação tinham estado naquela zona a procurar as jovens, uma vez que o principal suspeito do crime, o namorado da rapariga grávida, trabalhava na zona.

"O alegado autor [dos crimes] já estava no Brasil e através da investigação das autoridades portuguesas e brasileiras o suspeito foi detido e foi possível localizar os corpos", explicou o comandante.

A corporação de bombeiros recebeu ao final da manhã um alerta da Polícia Judiciária (PJ) para que fosse retirada a água de um tanque.

Lusa

  • A mentira olímpica dos nadadores norte-americanos
    1:30

    Rio 2016

    O Comité Olímpico norte-americano pediu desculpa às autoridades brasileiras pelo comportamento dos quatro nadadores que apresentaram queixa por furto, no Rio de Janeiro. Os atletas terão mentido à polícia. Depois de descoberta a verdade, os atletas tiveram de pagar multas avultadas à justiça brasileira para regressar aos Estados Unidos da América.

  • Três mulheres encontradas mortas numa quinta em Tires
    3:31

    País

    A Polícia Judiciária encontrou os corpos de três mulheres brasileiras que estavam desaparecidas desde fevereiro. Os inspetores da Unidade Nacional Contra o Terrorismo estão no local, em Tires. Duas das mulheres são irmãs, a terceira era uma amiga. Foram encontradas num tanque junto a um hotel de cães, nesta zona do concelho de Cascais.

  • Mãe de Michelle e Lidiana: "Nunca imaginei que ele as tivesse matado"
    4:38

    País

    A Polícia Judiciária encontrou os corpos de três mulheres brasileiras que estavam desaparecidas desde fevereiro. A mãe de duas das vítimas, Michelle e Lidiana, esteve em direto ao telefone na antena da SIC Notícias. Solange Santana Leite diz que nunca imaginou que o alegado homicida fosse capaz de matar as suas filhas.

  • Autor do crime estará no Brasil
    1:49

    País

    A Polícia Judiciária encontrou os corpos de três mulheres brasileiras que estavam desaparecidas desde fevereiro. O autor do crime estará no Brasil e ainda não foi detido.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.