sicnot

Perfil

País

Dois mil hectares de floresta arderam em Abrantes e Sardoal

O incêndio que lavrou esta semana em Abrantes e Sardoal (distrito de Santarém), combatido durante 57 horas e que mobilizou 959 operacionais, atingiu três habitações e consumiu uma área florestal de cerca de 2.000 hectares, avançaram as autoridades.

Em comunicado, a direção da Associação dos Bombeiros Voluntários de Abrantes refere que neste concelho foram afetadas as freguesias de Aldeia do Mato e Souto, Carvalhal, Fontes, Abrantes e Alferrarede.

Em Abrantes, onde arderam parcialmente duas habitações e cerca de 1.300 hectares de floresta, algumas famílias foram retiradas de casa como medida de prevenção na localidade de Sentieiras e foram realojadas pelos serviços sociais do município, em articulação com a Segurança Social de Santarém.

No concelho de Sardoal, onde arderam 700 hectares de floresta, o incêndio destruiu uma casa de habitação na aldeia de São Simão, localidade que chegou a ser evacuada depois de cercada pelas chamas.

Os três residentes foram "realojados em casa de familiares, temporariamente".

Em declarações à Lusa, o presidente do município de Sardoal, Miguel Borges, disse que esta família "vai ser realojada rapidamente numa casa da Câmara", acrescentando que os serviços municipais "estão a ajudar na remoção dos escombros, na elaboração de um relatório com a avaliação completa dos estragos e prejuízos, e no acompanhamento da situação emocional da família".

A Câmara de Abrantes, por sua vez, refere em comunicado estar "empenhada em fazer o levantamento dos prejuízos, identificar situações de eventual emergência social, contando com a colaboração de diversas entidades", mantendo "a disponibilidade para minimizar e superar os efeitos do flagelo".

Relativamente à casa de primeira habitação atingida parcialmente (cobertura danificada) na freguesia de Carvalhal, "técnicos da Câmara e da Segurança Social fizeram já um primeiro levantamento sobre as necessidades, tendo a Caritas Diocesana de Portalegre manifestado disponibilidade para apoiar a sua reconstrução", acrescenta.

As operações para a extinção incêndio que deflagrou perto das 13:50 horas do dia 23 de agosto (terça-feira) na freguesia das Fontes (concelho de Abrantes) foram dadas como concluídas às 01:00 de hoje.

Nesta ocorrência estiveram envolvidos 959 operacionais, 327 veículos, 14 máquinas de rasto e 13 meios aéreos.

No terreno estiveram presentes 108 entidades, das quais 89 eram corpos de Bombeiros.

A direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Abrantes refere ainda no seu comunicado que o trabalho do dispositivo "foi um êxito", notando que "era um incêndio que tinha todas as condições para se propagar por mais quatro ou cinco dias e foi extinto em 57 horas".

Lusa

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59