sicnot

Perfil

País

Dois mil hectares de floresta arderam em Abrantes e Sardoal

O incêndio que lavrou esta semana em Abrantes e Sardoal (distrito de Santarém), combatido durante 57 horas e que mobilizou 959 operacionais, atingiu três habitações e consumiu uma área florestal de cerca de 2.000 hectares, avançaram as autoridades.

Em comunicado, a direção da Associação dos Bombeiros Voluntários de Abrantes refere que neste concelho foram afetadas as freguesias de Aldeia do Mato e Souto, Carvalhal, Fontes, Abrantes e Alferrarede.

Em Abrantes, onde arderam parcialmente duas habitações e cerca de 1.300 hectares de floresta, algumas famílias foram retiradas de casa como medida de prevenção na localidade de Sentieiras e foram realojadas pelos serviços sociais do município, em articulação com a Segurança Social de Santarém.

No concelho de Sardoal, onde arderam 700 hectares de floresta, o incêndio destruiu uma casa de habitação na aldeia de São Simão, localidade que chegou a ser evacuada depois de cercada pelas chamas.

Os três residentes foram "realojados em casa de familiares, temporariamente".

Em declarações à Lusa, o presidente do município de Sardoal, Miguel Borges, disse que esta família "vai ser realojada rapidamente numa casa da Câmara", acrescentando que os serviços municipais "estão a ajudar na remoção dos escombros, na elaboração de um relatório com a avaliação completa dos estragos e prejuízos, e no acompanhamento da situação emocional da família".

A Câmara de Abrantes, por sua vez, refere em comunicado estar "empenhada em fazer o levantamento dos prejuízos, identificar situações de eventual emergência social, contando com a colaboração de diversas entidades", mantendo "a disponibilidade para minimizar e superar os efeitos do flagelo".

Relativamente à casa de primeira habitação atingida parcialmente (cobertura danificada) na freguesia de Carvalhal, "técnicos da Câmara e da Segurança Social fizeram já um primeiro levantamento sobre as necessidades, tendo a Caritas Diocesana de Portalegre manifestado disponibilidade para apoiar a sua reconstrução", acrescenta.

As operações para a extinção incêndio que deflagrou perto das 13:50 horas do dia 23 de agosto (terça-feira) na freguesia das Fontes (concelho de Abrantes) foram dadas como concluídas às 01:00 de hoje.

Nesta ocorrência estiveram envolvidos 959 operacionais, 327 veículos, 14 máquinas de rasto e 13 meios aéreos.

No terreno estiveram presentes 108 entidades, das quais 89 eram corpos de Bombeiros.

A direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Abrantes refere ainda no seu comunicado que o trabalho do dispositivo "foi um êxito", notando que "era um incêndio que tinha todas as condições para se propagar por mais quatro ou cinco dias e foi extinto em 57 horas".

Lusa

  • Os efeitos dos incêndios na natureza
    2:46

    País

    Cheias frequentes, erosão dos solos e contaminação dos rios e albufeiras são as previsões unânimes da comunidade científica para os próximos tempos, na sequência dos incêndios florestais. À SIC, o hidrobiólogo Adriano Bordalo Sá e o investigador de recursos florestais Rui Cortes alertam: é necessário começar a tratar da terra queimada o mais rapidamente possível.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta esta terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • O preconceito em relação aos transexuais
    34:09
  • "Isto destrói famílias"
    0:46
  • Falta de gado ameaça produção do queijo da Serra da Estrela
    3:35

    País

    A devastação provocada pelos últimos incêndios foi um rude golpe na economia da região Centro do país. Algumas empresas já começaram os trabalhos de reconstrução, mas os produtores de gado temem não conseguir repôr os animais, deixando em risco a produção do queijo Serra da Estrela.

  • Eurodeputados homenageiam vítimas dos fogos
    1:38

    País

    A União Europeia vai doar os 50 mil euros do prémio Princesa das Astúrias às populações afetadas pelos incêndios em Portugal e Espanha. A Comissão Europeia continua a avaliar o pedido ao Fundo Europeu de Solidariedade, mas o pedido deverá ainda ser atualizado para incluir os prejuízos causados pelos incêndios da semana passada.