sicnot

Perfil

País

Dominado fogo que envolve mais de 300 operacionais em Góis

O incêndio que lavra no concelho de Góis desde a manhã desta sexta-feira e que envolveu mais de 300 operacionais foi dominado já depois das 16:00, de acordo com a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra, o incêndio que assolava as freguesias de Cadafaz e Colmeal foi dominado às 16:08.

A mesma fonte adiantou que as chamas tinham eclodido cerca das 09:30, na sequência de um reacendimento do fogo que tinha tido início na quinta-feira à tarde.

Às 16:30, já depois do fogo ter sido dominado, estavam no terreno 342 operacionais, apoiados por 109 viaturas e sete meios aéreos.

Os meios de combate tiveram de ser reforçados com os Grupos de Reforço para Incêndios Florestais de Aveiro e Viseu e o Grupo de Ataque Ampliado da Força Especial de Bombeiros.

Lusa

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.