sicnot

Perfil

País

Presidente na Madeira para se inteirar da reconstrução após os incêndios

​O Presidente da República inicia hoje uma deslocação de três dias à Região Autónoma da Madeira, com uma reunião com os responsáveis pela execução do plano de emergência elaborado para fazer face aos danos provocados pelos incêndios.

Na terceira deslocação à Madeira em cinco meses e meio de mandato, Marcelo Rebelo de Sousa chega ao final da tarde ao Funchal para uma reunião no Regimento de Guarnição n.º3 - onde estiveram 600 pessoas acolhidas provisoriamente durante os incêndios que deflagraram a 08 de agosto - com todos os envolvidos na execução do plano de emergência, informa uma nota da Presidência da República.

Os incêndios deflagraram na freguesia de São Roque, no Funchal (ilha da Madeira), e alastraram-se a outras localidades do concelho, provocaram três mortos, cerca de mil desalojados temporários, cerca de duas centenas de casas danificadas e avultados danos materiais.

O chefe de Estado visitará ainda hoje zonas de reconstrução e de realojamento no Funchal, onde os incêndios queimaram cerca de 22% da área do concelho, estimando a autarquia que os prejuízos tenham sido na ordem dos 61 milhões de euros.

A visita do Presidente da República à Madeira prossegue até dia 30 de agosto e inclui visitas a áreas afetadas pelos fogos na vila da Calheta e deslocações às ilhas Desertas e às ilhas Selvagens.

Além de Marcelo Rebelo de Sousa, os ex-chefes de Estado Mário Soares (1991), Jorge Sampaio (2003) e Cavaco Silva (2013) também fizeram visitas às ilhas que distam 163 milhas náuticas (262,3 quilómetros) do arquipélago da Madeira e 82 milhas náuticas (131,9 quilómetros) das ilhas Canárias (Espanha).

Lusa

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.