sicnot

Perfil

País

Cães que salvam vidas

Cães que salvam vidas

Em situações de catástrofe como um sismo, os cães são uma ajuda preciosa na busca de pessoas. Em Portugal, existem equipas treinadas para as operações de busca e salvamento.

  • GNR tem 18 cães de busca e salvamento no continente, Açores e Madeira
    2:13

    País

    Nem todos os cães treinados pelas equipas cinotécnicas servem para a busca e salvamento. Até na mesma ninhada podem existir profundas diferenças. São ensinados desde cachorros, a sentir o odor que emana um ser humano em aflição. A GNR tem 18 cães de busca e salvamento no continente, Açores e Madeira.

  • Cão não abandona caixão do dono que foi vítima do sismo em Itália

    Sismo em Itália

    Um cão permaneceu junto ao caixão do dono, que morreu na sequência do sismo que atingiu o centro de Itália. Este sábado, a Itália despediu-se de 35 das vítimas do sismo que abalou o país. Junto a um dos caixões estava um cão ao pé do dono. Ninguém sabe o nome dele, mas a imagem do animal, devoto ao dono mesmo após a morte, está a comover os internautas. O homem, cuja identidade é também desconhecida, foi colocado num caixão, junto a outros, num ginásio feito casa mortuária.

  • Polémica "Supernanny" em debate hoje na SIC
    2:25
  • Centeno aponta para a reforma e expansão do euro
    0:32

    Economia

    O ministro das Finanças português participa hoje na primeira reunião enquanto presidente do Eurogrupo. À entrada para o encontro dos ministros das Finanças da moeda única, Mário Centeno apontou a reforma do Euro como um dos principais desafios do mandato que agora inicia. 

  • Puigdemont chegou à Dinamarca e não foi detido

    Mundo

    O Ministério Público espanhol pediu ao tribunal supremo para voltar a emitir um mandado europeu de detenção contra o ex-presidente da Catalunha, Carles Puigdemont, que se deslocou à Dinamarca para participar numa conferência. O Supremo rejeitou no entanto o pedido. Entretanto na Catalunha, o presidente do parlamento propôs Puigdemont para voltar a dirigir o Governo Regional.

  • O caso Assange é "um problema" para o Equador

    Mundo

    O Presidente equatoriano, Lenin Moreno, declarou no domingo que o asilo atribuído ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange, pela embaixada do Equador em Londres desde 2012 é "um problema herdado" que constitui "mais que um aborrecimento".