sicnot

Perfil

País

Jovem agredido em Gondomar está vivo

O jovem de 14 anos violentamente agredido na via pública em Baguim do Monte, concelho de Gondomar está vivo em estado considerado muito grave, de acordo com a Polícia Judiciária.

O adolescente agredido sábado à noite em Baguim do Monte, Gondomar, que foi dado como morto pelas autoridades policiais, encontra-se, afinal, em "estado muito grave" no Hospital de São João, do Porto, anunciou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

De acordo com um comunicado da PJ hoje divulgado, o alegado agressor terá atingido "violentamente a vítima na cabeça, tendo aquela caído inanimada no solo, sendo de imediato transportada para o hospital, onde ainda se encontra em estado muito grave".

Domingo de manhã, o oficial de dia do Comando Metropolitano da PSP do Porto disse à Lusa que o jovem tinha sido transportado com vida para o Hospital de São João, e foi dado como morto algumas horas mais tarde.

Contactado esta manhã pela Lusa, fonte oficial do Hospital de São João não quis dar qualquer esclarecimento sobre este caso.

No comunicado, a PJ refere ter identificado e detido, "fora de flagrante delito, o presumível autor deste "crime de homicídio, na forma tentada", que ocorreu na noite de sábado, em Gondomar, distrito do Porto.

"Os factos ocorreram num contexto de ameaças mútuas, proferidas através do Facebook, motivadas por um conflito relacionado com uma namorada", refere a PJ, acrescentando que "o suspeito cruzou-se com a vítima nas imediações da estação de metro de Baguim do Monte", sendo que depois, "após uma breve troca de palavras, envolveram-se num confronto físico".

A PJ salienta ainda que, nessa sequência, "o suspeito, munido com objeto metálico, terá agredido violentamente a vítima na cabeça".

O detido, de 16 anos, entregou-se cerca das 12:00 de domingo na esquadra da PSP e hoje "irá ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação tidas por adequadas", conclui a PJ.

Em declarações à Lusa, fonte oficial da PSP do Porto admitiu esta manhã que poderá ter havido um erro na transmissão da informação sobre o estado da vítima.

Com Lusa

  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.