sicnot

Perfil

País

Resgate de jovem no Gerês obrigou à mobilização de 39 operacionais

Trinta e nove operacionais foram empenhados na última noite no resgate de um homem que pediu auxílio quando caminhava sozinho na zona de Minas de Carris, no Gerês, informou o comandante operacional distrital de Vila Real.

Álvaro Ribeiro disse à agência Lusa que o alerta do homem de 23 anos foi dado cerca das 21:00 de domingo, numa altura que os bombeiros estavam empenhados em vários incêndios que deflagraram nos concelhos de Montalegre e Boticas.

Segundo este responsável, o homem, que caminhava na zona de Minas de Carris, em pleno Parque Nacional da Penada Gerês (PNPG), disse ter-se sentido indisposto e entendeu que já não teria forma segura de continuar a caminhada, porque caiu a noite e estava sozinho.

Álvaro Ribeiro disse que foi mobilizado o helicóptero do INEM para retirar o jovem, que se encontrava nas antigas casas de apoio às minas, mas o piloto entendeu que, por questões de segurança, já não podia ir lá.

Para o terreno foram mobilizados 39 operacionais das corporações de bombeiros de Montalegre, Terras de Bouro e militares do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da GNR dos distritos de Braga e Vila Real.

Bombeiros e militares acabaram por pernoitar junto do homem, que foi retirado de helicóptero cerca das 06:30 e foi transportado para o Hospital de Braga.

O comandante operacional referiu que a vítima aparentava estar bem de saúde, referindo que a grande dificuldade era o trajeto de cerca de dez quilómetros, já que teria de ser feito apenas por trilhos entre a zona das Minas de Carris e a Portela do Homem.

Álvaro Ribeiro destacou a dificuldade em mobilizar operacionais para esta operação, já que, ao mesmo tempo, ocorriam vários incêndios naquela zona e apelou à responsabilidade das pessoas quando optam por fazer estas caminhadas sozinhas.

Só para o fogo em povoamento florestal na zona de Cabril, PNPG, chegaram a estar mobilizados mais de 100 operacionais.

Lusa

  • As zonas de guerra que o fogo deixou
    3:13

    País

    A chuva finalmente ajudou na luta contra as chamas e o que fica agora é um cenário de devastação no norte e centro do país. Morreram 37 pessoas, arderam centenas de casas e empresas e há críticas severas à falta de meios.

  • O mapa das vítimas dos incêndios
    1:19

    País

    Aumentou para 37 o número de mortes na sequência dos fogos que assolaram a zona Centro do país desde o fim de semana. Feridos são pelo menos 71. Atualizamos aqui o mapa, segundo o último balanço da Proteção Civil.

  • Visto do céu, Portugal é um país que se vestiu de negro
    3:28
  • Homem morreu ao tentar salvar animais das chamas
    2:30
  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06