sicnot

Perfil

País

Resgate de jovem no Gerês obrigou à mobilização de 39 operacionais

Trinta e nove operacionais foram empenhados na última noite no resgate de um homem que pediu auxílio quando caminhava sozinho na zona de Minas de Carris, no Gerês, informou o comandante operacional distrital de Vila Real.

Álvaro Ribeiro disse à agência Lusa que o alerta do homem de 23 anos foi dado cerca das 21:00 de domingo, numa altura que os bombeiros estavam empenhados em vários incêndios que deflagraram nos concelhos de Montalegre e Boticas.

Segundo este responsável, o homem, que caminhava na zona de Minas de Carris, em pleno Parque Nacional da Penada Gerês (PNPG), disse ter-se sentido indisposto e entendeu que já não teria forma segura de continuar a caminhada, porque caiu a noite e estava sozinho.

Álvaro Ribeiro disse que foi mobilizado o helicóptero do INEM para retirar o jovem, que se encontrava nas antigas casas de apoio às minas, mas o piloto entendeu que, por questões de segurança, já não podia ir lá.

Para o terreno foram mobilizados 39 operacionais das corporações de bombeiros de Montalegre, Terras de Bouro e militares do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da GNR dos distritos de Braga e Vila Real.

Bombeiros e militares acabaram por pernoitar junto do homem, que foi retirado de helicóptero cerca das 06:30 e foi transportado para o Hospital de Braga.

O comandante operacional referiu que a vítima aparentava estar bem de saúde, referindo que a grande dificuldade era o trajeto de cerca de dez quilómetros, já que teria de ser feito apenas por trilhos entre a zona das Minas de Carris e a Portela do Homem.

Álvaro Ribeiro destacou a dificuldade em mobilizar operacionais para esta operação, já que, ao mesmo tempo, ocorriam vários incêndios naquela zona e apelou à responsabilidade das pessoas quando optam por fazer estas caminhadas sozinhas.

Só para o fogo em povoamento florestal na zona de Cabril, PNPG, chegaram a estar mobilizados mais de 100 operacionais.

Lusa

  • O vestido de Jennifer Lawrence que está a dar que falar

    Cultura

    Jennifer Lawrence escolheu um vestido arrojado para usar na sessão fotografia do próximo filme e a internet reagiu. Muitas foram as críticas feitas, que davam conta de uma roupa "demasiado reveladora" para o frio que se fazia sentir em Londres. Mas Jennifer Lawrence não deixou passar, criticando os comentários "sexistas" e "nada feministas".

    SIC

  • Proposta criação de 77 mil empregos através de uma descida da TSU
    1:23
  • Governo enfrenta vaga de contestação
    2:35

    Economia

    O Governo enfrenta uma onda de contestação. Guardas prisionais, procuradores, professores, médicos e enfermeiros descontentes ameaçam com greves nos diferentes setores, já nos meses de março e abril.

  • 296 mortos em 2 dias de bombardeamentos em Ghouta Oriental
    2:16
  • Tiroteio na Florida foi o 18.º registado em meio escolar nos EUA desde janeiro
    1:25