sicnot

Perfil

País

FNE quer antecipar em um mês as colocações de professores

A Federação Nacional da Educação (FNE) defendeu hoje a antecipação, em um mês, das colocações de professores para dar "maior estabilidade" às pessoas e às escolas e evitar "prejuízos" pela definição feita apenas em finais de agosto.

Um dia depois de conhecida a colocação de mais de sete mil docentes, a FNE argumentou ser "essencial que sejam corrigidas as datas de organização de cada ano letivo" e que os docentes sejam colocados até ao final do mês de julho para que a 01 de setembro "todos saibam com o que é que contam".

"Os docentes têm o direito -- todos - ao conhecimento atempado da sua colocação para cada ano letivo, para poderem organizar as suas vidas pessoal e familiar sem angústias e sem precipitações", lê-se no comunicado divulgado hoje.

Por seu lado, as escolas, segundo a FNE, "devem saber tão cedo quanto possível com que professores contam para cada ano letivo" até para conseguirem fazer a organização definitiva dos horários.

Além da antecipação de todas as datas organizacionais das escolas, a FNE defendeu ainda a necessidade de uma "definição correta da dimensão do quadro de cada escola agrupada/não agrupada, colocando, por concurso, todos os docentes que são necessários ao seu normal funcionamento" para que haja um corpo docente estável.

Para chegar a estes objetivos, a FNE indicou caminhos como a "discussão pública, a negociação e a concertação".

O Ministério da Educação divulgou terça-feira as listas de colocação de professores nas escolas no âmbito do concurso de mobilidade interna e contratação inicial.

Este ano, 7.306 docentes foram colocados nas escolas, mais 500 do que no ano anterior, segundo a tutela.

A tutela afirma ainda que, no que diz respeito a horários completos, "todos os horários solicitados pelas escolas foram já preenchidos pelos professores colocados nesta fase, de acordo com as preferências manifestadas pelos mesmos", e que estão "reunidas todas as condições para um regular início do ano letivo".

Em resposta à agência Lusa, o ME indicou, no entanto, que estão ainda por preencher cerca de 150 horários inferiores a oito horas, os quais serão ocupados em contratação de escola.

Lusa

  • Centro comercial em Manchester evacuado

    Mundo

    Um centro comercial foi evacuado esta manhã, no centro de Manchester. Testemunhas dizem ter ouvido um "grande estrondo". O incidente acontece horas depois do ataque na Manchester Arena, no final da atuação da cantora Ariana Grande, no qual morreram pelo menos 22 pessoas. O espaço comercial em Manchester foi entretanto reaberto. A polícia começou a retirar o cordão de segurança, pouco tempo depois de ser dado o alerta. Uma pessoa foi detida.

  • Dois em cada três idosos em Portugal são sedentários

    País

    É a camada da população mais inativa e com comportamentos que revelam um estilo de vida menos saudável, segundo um estudo divulgado hoje, que analisou os dados de mais de 10.600 portugueses representativos da população, entre os quais mais de 2.300 pessoas com mais de 65 anos.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.