sicnot

Perfil

País

Três detidos e 366 plantas de canábis apreendidas em armazém de Olhão

Três detidos e mais de 300 plantas de canábis apreendidas numa estufa que funcionava num armazém, na zona industrial de Olhão, é o resultado de uma operação realizada na terça-feira pela GNR de Tavira, anunciada esta quarta-feira.

Ao todo, foram apreendidas 366 plantas e mais de 500 doses de droga na estufa e nas habitações de dois dos detidos, em Tavira, esclareceu o comandante do destacamento local da GNR, sublinhando que a estufa em que a droga era produzida, com mais de 100 metros quadrados, possuía um elevado "grau de sofisticação".

Em declarações aos jornalistas, no comando de Faro da GNR, Edgar da Palma adiantou que a estufa possuía filtros industriais para purificar o ar, transportado através de tubagens para o interior do armazém, para dissimular o cheiro das plantas, cujo crescimento era potenciado através de lâmpadas de alta intensidade e refletores.

O grupo tinha ainda medidores de PH (escala que mede o grau de acidez ou alcalinidade de uma substância) para verificar a alimentação das plantas, termómetros e até tinha adaptado duas máquinas de lavar roupa para triturar a droga, acrescentou aquele responsável.

Os detidos - dois portugueses e um estrangeiro, com 31, 35 e 40 anos -, possuíam uma "parafernália muito intensa para controlar tudo ao máximo", referiu Edgar da Palma, precisando que já estavam a ser vigiados pela GNR ao abrigo de uma investigação que durava há seis meses.

Um dos homens era o responsável pela plantação e os outros prestavam apoio e canalizavam a droga para o mercado interno, mas a GNR ainda vai prosseguir com as investigações.

Um dos elementos do grupo foi detido na residência, enquanto os outros dois foram detidos quando se deslocavam de carro para o armazém.

A operação contou com o apoio de militares do Destacamento de Intervenção de Faro e de elementos da Polícia de Segurança Pública (PSP) de Olhão.

Os detidos vão ser presentes ao Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Ministério Público de Faro.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por avalanche em Itália
    1:44
  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.