sicnot

Perfil

País

Militar da GNR de Pinhel morre na sequência de queda de cavalo

Um militar da GNR a prestar serviço no Posto Territorial de Pinhel morreu no seguimento de ferimentos resultantes de uma queda de cavalo ocorrida quando fazia uma ação de patrulhamento.

Segundo fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda, o guarda principal de cavalaria Orlando Nascimento, de 39 anos, natural da localidade de Quintã dos Bernardos, Pinhel, distrito da Guarda, sofreu a queda durante uma ação de patrulhamento na manhã do dia 22 de agosto.

O militar "sofreu ferimentos muito graves, tendo sido assistido e helitransportado para o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra", lembra a fonte.

"Infelizmente, no final da tarde de ontem (quarta-feira), após nove dias de internamento e a lutar pela vida, o Orlando [Nascimento] não resistiu aos ferimentos", acrescenta a GNR.

O Comando Territorial da GNR da Guarda refere em nota hoje divulgada que "toda a família da Guarda Nacional Republicana está de luto pela morte deste excecional militar, que ao serviço da segurança pública sacrificou a sua vida".

Os militares e os civis do Comando Territorial da GNR da Guarda apresentam sentidas condolências à família do falecido.

O militar, que residia em Freixo, Almeida, vai ali ser sepultado na sexta-feira, às 17:30

Lusa

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.