sicnot

Perfil

País

Polícia Judiciária deteve suspeito de autoria de fogo florestal em Amarante

A Polícia Judiciária (PJ), através da Diretoria do Norte, anunciou esta quinta-feira a detenção de um suspeito de autoria de fogo florestal ocorrido em Vila Meã, no concelho de Amarante.

"A detenção foi efetuada fora de flagrante delito, no decurso de múltiplas diligências desenvolvidas para lograr identificar o autor de diversos incêndios florestais que têm ocorrido naquele concelho", lê-se num comunicado da PJ.

Segundo a autoridade policial, a detenção do arguido, de 43 anos, contou com a colaboração da GNR de Amarante.

Segundo a PJ, o crime terá sido praticado com recurso a um isqueiro.

O fogo consumiu "uma relevante parcela florestal, com predominância de pinheiros, carvalhos e eucaliptos, tendo ainda colocado em risco diversas habitações existentes nas proximidades".

O detido vai ser presente em tribunal, para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação.

Desde o início do ano, a Polícia Judiciária já identificou e deteve 55 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

Lusa

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.