sicnot

Perfil

País

Incendiário apanhado em flagrante em Monchique fica em prisão preventiva

O homem detido no sábado por suspeita de vários focos de incêndio na serra de Monchique, no Algarve, ficou esta segunda-feira em prisão preventiva, disse à Lusa fonte policial.

Segundo a mesma fonte, o homem, de 49 anos, está indiciado pelo crime de incêndio florestal, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação mais gravosa (prisão preventiva) ao fim de cerca de três horas de interrogatório judicial, que decorreu no Tribunal de Portimão.

O homem foi intercetado e detido quando ateava um incêndio numa zona isolada junto ao Alto da Fóia, na serra de Monchique, e posteriormente entregue à Polícia Judiciária (PJ), informou, no domingo, em comunicado, a Guarda Nacional Republicana (GNR).

"Os militares ainda conseguiram extinguir o foco de incêndio", assegurou aquela força.

Segundo a GNR, a detenção resultou do reforço das ações de patrulhamento florestal, devido à ocorrência de diversos focos de incêndio, em especial nos concelhos de Portimão e de Monchique.

No sábado, o segundo comandante operacional distrital adiantou à Lusa que a detenção ocorreu depois de os bombeiros terem solicitado a intervenção da GNR e da PJ, "face ao número anormal de ignições que se registaram durante a tarde e quase à mesma hora em vários locais do concelho de Monchique".

O concelho de Monchique foi fustigado por um incêndio que que teve início na tarde de sábado pelas 17:00 e que foi dominado mais de 24 horas depois, pelas 19:30 de domingo, tendo as chamas consumido vários hectares de mato e floresta.

No combate às chamas estiveram envolvidos mais de 400 operacionais, apoiados por 122 veículos, oito meios aéreos e cinco máquinas de rasto.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28