sicnot

Perfil

País

Cerca de 20 pessoas retidas pelo fogo na zona do Soajo em Arcos de Valdevez

Cerca de duas dezenas de habitantes do lugar de Várzea, Soajo, Arcos de Valdevez, e militares da GNR estão retidos naquele povoado devido a um incêndio florestal, disse o vereador da Proteção Civil.

Em declarações à agência Lusa, Olegário Gonçalves referiu que "os habitantes e a GNR ficaram retidos porque o fogo tomou conta da estrada de acesso aquele lugar".

"Estão à espera da primeira oportunidade para poderem sair", acrescentou.

Segundo Olegário Gonçalves, o lugar de Paradela "já foi totalmente evacuado".

A página de Internete da Protecção Civil refere que estão no local 54 bombeiros apoiados por 21 viaturas e um meio aéreo.

Lusa

  • Duas aldeias evacuadas em Arcos de Valdevez
    3:20

    País

    Um incêndio de grande dimensão levou as autoridades a dar ordem de evacuação nos lugares de Paradela e Várzea, em Arcos de Valdevez. De acordo com o comandante adjunto dos bombeiros, vários habitantes precisaram de assistência médica devido a inalação de fumo.

  • Fogo em Soure de novo ativo
    1:18

    País

    Está incontrolável o incêndio no concelho de Soure, depois de ter sido dado como dominado esta manhã. O vento está a dificultar o trabalho dos bombeiros, como relata o repórter Miguel Ângelo Marques.

  • Equipa da SIC teve de fugir das chamas em Soure
    2:11

    País

    Apesar o incêndio em Soure ter sido dado com dominado pelos bombeiros, os reacendimentos têm sido um problema para as autoridades. Ao início da tarde, a equipa de reportagem da SIC testemunhou um desses momentos. Apesar da tensão do momento, ninguém ficou ferido.

  • Como se sobrevive à dor em Nodeirinho e Pobrais
    2:43
  • Raphäel Guerreiro vai continuar a acompanhar a seleção
    1:08
  • 74 mil alunos do secundário têm a vida "suspensa" 
    2:22

    País

    Enquanto o Ministério Público investiga a fuga de informação no exame nacional de Português do 12.º ano, 74 mil estudantes ficam com a vida suspensa. Se a fuga se confirmar, o exame corre o risco de ser anulado e as candidaturas ao ensino superior atrasam. O Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), responsável pelos exames, prometeu esclarecimentos para os próximos dias.