sicnot

Perfil

País

Fogo de Soure e Vila Verde preocupam as autoridades

Em atualização

RICARDO GRA\303\207A

Os incêndios que lavram em Soure, distrito de Coimbra, e outro no concelho de Vila Verde, distrito de Braga, são os que mais preocupam a Autoridade Nacional de Proteção Civil, depois do fogo de Leiria ter sido dominado.

Em declarações à Lusa, o segundo comandante nacional Joaquim Moura explicou que, neste momento, cerca das 07:10, existem dois incêndios que preocupam as autoridades, embora considere que ambos estão a "evoluir favoravelmente".

"O incêndio em Soure, distrito de Coimbra ainda tem duas frentes ativas, uma delas com difícil acesso. Estamos a combater com material sapador e pessoas apeado, mas está bem encaminhado. Temos 439 operacionais e 132 veículos", explicou, adiantando que o mesmo "está a evoluir favoravelmente".

Joaquim Moura salientou ainda o "excelente trabalho" dos bombeiros pois a "salvaguarda das vidas humanas foi sempre garantida".

De acordo com o responsável a segunda situação que preocupa a Proteção Civil diz respeito ao incêndio que lavra na localidade de Igreja, distrito de Braga, concelho de Vila Verde, incêndio que é combatido por 38 operacionais apoiados por 11 veículos.

Quanto ao incêndio em Colmeias, no concelho de Leiria, encontra-se em fase de resolução, o que significa que está dominado, de acordo com o responsável, avançando, no entanto, que ainda há "muito trabalho pela frente" para os 321 operacionais e 100 veículos que ainda se encontram no local.

Joaquim Moura salientou também que neste incêndio e devido ao trabalho dos bombeiros não houve "população ferida ou afetada", depois de na segunda-feira o fogo ter estado "descontrolado", chegando a colocar "casas e pecuárias em risco".

Lusa

  • Homem rompe a garganta ao tentar impedir espirro

    Mundo

    Impedir um espirro apertando o nariz pode causar sérias lesões. Foi o que aconteceu a um homem na Grã-Bretanha que teve de ser hospitalizado porque sofreu uma rutura na garganta ao apertar boca e nariz ao espirrar.

  • Reviravolta na Operação Fizz
    1:09

    País

    O juiz que vai julgar o chamado processo da Operação Fizz decidiu aceitar as denúncias de Orlando Figueira contra o presidente do Banco Atlântico e o advogado Daniel Proença de Carvalho. As acusações do principal arguido contra o banqueiro Carlos Silva e o advogado Proença de Carvalho podem trazer uma reviravolta ao processo.

  • "O grupo parlamentar do PSD vai ser um instrumento de força para ajudar Rui Rio"
    16:00