sicnot

Perfil

País

GNR intensifica controlo de velocidade esta quarta-feira

Miguel Pereira da Silva / LUSA

A GNR vai intensificar, esta quarta-feira, o controlo ao excesso de velocidade através de ações de fiscalização nas vias onde este tipo de infração é mais frequente, indicou esta terça-feira a corporação.

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana adianta que a operação, denominada "Mercúrio", vai decorrer em todo o país nas vias com risco acrescido de acidentes de viação, designadamente nas autoestradas e estradas situadas no interior das localidades.

Na operação, os militares vão utilizar todos os equipamentos de controlo de velocidade, sejam móveis ou fixos.

A GNR avança que este ano foram multados 107.305 condutores por excesso de velocidade, menos 20 por cento do que em igual período do ano passado, quando se tinham registado 130.298 infrações.

Segundo aquela corporação, dos 5,6 milhões de condutores controlados este ano, 107.305 circulavam em excesso de velocidade.

Aveiro (14.236), Leiria (13.169) e Lisboa (12.215) foram os distritos com mais condutores multados este ano por excesso de velocidade, avançam dados daquela força de segurança.

A GNR refere ainda que tem intensificado as ações de controlo ao excesso de velocidade, uma vez que é uma das principais causas da sinistralidade rodoviária grave em Portugal, juntamente com a condução sob a influência do álcool e da não utilização dos sistemas de retenção.

Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.