sicnot

Perfil

País

PSD quer ouvir ministra e presidente demissionário da Proteção Civil

O PSD quer ouvir no Parlamento a ministra da Administração Interna e o presidente demissionário da Autoridade Nacional de Proteção Civil para explicarem a situação e garantirem que o combate aos incêndios não vai ser prejudicado.

Em declarações à agência Lusa, o vice-presidente da bancada do PSD, Hugo Soares, disse que a demissão hoje do presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) surpreendeu por ser numa altura em que o país se encontra fustigado por um conjunto de incêndios que têm alarmado as populações e devastado uma grande parte do território.

"Por isso, o PSD considera que a ministra da Administração Interna e o presidente demissionário da ANPC têm que rapidamente dar justificações acerca deste facto. Vamos hoje mesmo apresentar um requerimento com caráter de urgência na Comissão de Assuntos Constitucionais, Liberdades e Garantias para os podermos ouvir acerca da demissão e sobre o que a senhora ministra está a preparar-se para fazer para acautelar o combate aos incêndios", sublinhou.

Hugo Soares disse ainda que o PSD quer também que Constança Urbano de Sousa "garanta que a ANPC não sofrerá com toda a situação".

O presidente da ANPC demitiu-se do cargo na sequência do inquérito ao caso dos helicópteros Kamov, disse à Lusa fonte do Ministério da Administração Interna (MAI).

Segundo a fonte, Francisco Grave Pereira apresentou na segunda-feira à ministra o pedido de demissão, que foi aceite.

A ministra dará mais pormenores sobre o assunto na conferência de imprensa que está agendada para as 12:00, na Proteção Civil, para o balanço operacional intercalar da Fase Charlie do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais de 2016 relativo ao mês de agosto.

A demissão está relacionada com o inquérito que no verão do ano passado a então ministra da Administração Interna Anabela Rodrigues determinou à Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) que abrisse para averiguar os problemas com os Kamov.

A notícia foi inicialmente avançada pelo jornal Público, que adianta que a IGAI imputa a Francisco Grave Pereira "violação do dever de zelo na forma como a autoridade geriu o processo de transferência dos seis helicópteros pesados Kamov para a empresa que os está a operar, a Everjets".

Em declarações à Lusa, o vice-presidente da bancada do PSD disse que o partido vai pronunciar-se sobre o relatório determinado por Anabela Rodrigues quando forem conhecidas as conclusões. "O importante agora é que esta demissão não prejudique o combate aos incêndios", concluiu.

Lusa

  • Descobertos fósseis que podem provar existência de vida em Marte

    Mundo

    Fósseis com 3,77 mil milhões de anos, dos mais antigos já descobertos, foram identificados por cientistas de vários países na província do Quebec, no leste do Canadá. As descobertas coincidem no tempo com a altura em que Marte e a Terra tinham água líquida à superfície, o que levanta questões sobre a hipótese de vida extraterrestre.

  • As polémicas declarações de João Braga sobre os Óscares

    País

    A Associação SOS Racismo reagiu esta quarta-feira às palavras do fadista João Braga na sua página no Facebook, sobre a cerimónia de entrega dos Óscares, e disse esperar que a Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial atue de forma exemplar face.

  • "Apelamos ao debate e somos criticados? Então m...."
    0:52
  • Oprah admite candidatar-se à Presidência dos EUA

    Mundo

    A apresentadora norte-americana Oprah Winfrey admitiu, numa entrevista, que a vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais de novembro a fez considerar a possibilidade de entrar na corrida à Casa Branca.

  • Temperaturas recorde no "último lugar da Terra"

    Mundo

    A Organização Meteorológica Mundial (OMM) anunciou esta quarta-feira que se registaram nos últimos 37 anos temperaturas altas recorde na Antártida, num local que foi descrito como "o último lugar da Terra".