sicnot

Perfil

País

Presidente da Proteção Civil demite-se

O presidente da Proteção Civil, Francisco Grave Pereira, pediu a demissão, na sequência do inquérito ao caso dos helicópteros Kamov.

A demissão está relacionada com o inquérito que no verão do ano passado a então ministra da Administração Interna Anabela Rodrigues determinou à Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) que abrisse para averiguar os problemas com os Kamov.

A notícia foi inicialmente avançada pelo jornal Público, que adianta que a IGAI imputa a Francisco Grave Pereira "violação do dever de zelo na forma como a autoridade geriu o processo de transferência dos seis helicópteros pesados Kamov para a empresa que os está a operar, a Everjets".

O major-general Francisco Grave Pereira ocupava o cargo desde maio de 2014.

Fernando Grave Pereira apresentou na segunda-feira à ministra da Administração Interna o pedido de demissão, que foi aceite.

Última atualização às 11:20/Com Lusa

  • Ministra diz que ainda não escolheu o novo presidente da Proteção Civil
    0:54

    País

    O presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil demitiu-se do cargo na sequência do inquérito ao caso dos helicópteros Kamov. A ministra da Administração Interna confirma que os resultados do inquérito seguiram para o Ministério Público para apuramento de eventual responsabilidade criminal. Constança Urbano de Sousa diz também que ainda não escolheu o próximo presidente da Proteção Civil.

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".