sicnot

Perfil

País

Quatro bombeiros assistidos em fogo que ameaçou casas em Vila Viçosa

Quatro bombeiros tiveram de receber assistência esta terça-feira quando combatiam um incêndio florestal que ameaçou habitações junto a Vila Viçosa, no distrito de Évora, disse fonte da Proteção Civil.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora indicou à agência Lusa que os bombeiros foram assistidos "devido a exaustão", um da corporação de Vila Viçosa e outro da corporação de Alandroal seguiram para o Serviço de Urgência Básica do Centro de Saúde de Estremoz, e os outros dois, das corporações de Vila Viçosa e de Redondo, foram assistidos no local.

Segundo a mesma fonte, o fogo, com uma frente ativa cerca das 21:30, está a destruir uma área de mato, pasto e pinhal, na zona do Paul, tendo chegado a "ameaçar habitações em Vila Viçosa".

Foram mobilizados para combater as chamas, de acordo com o CDOS, 112 operacionais de várias corporações de bombeiros do distrito de Évora, com 34 veículos e um helicóptero, e o alerta foi dado às 14:57.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.