sicnot

Perfil

País

Várias viagens fluviais entre o Barreiro e Lisboa suprimidas até sexta-feira

A ligação fluvial entre o Barreiro e o Terreiro do Paço, em Lisboa, está condicionada entre esta terça e sexta-feira, com o Sindicato dos Trabalhadores Fluviais a referir que as supressões de viagens se devem à falta de trabalhadores.

No portal Transportes de Lisboa, que reúne a informação sobre os transportes urbanos na região, foram anunciadas várias supressões ao longo dos quatro dias, apenas no período da manhã e nos dois sentidos.

A ligação entre o Barreiro e Lisboa é assegurada pela Soflusa.

O Sindicato dos Trabalhadores Fluviais Costeiros e da Marinha Mercante referiu entretanto, em comunicado, que na origem das supressões anunciadas está a "falta de trabalhadores para preencher as vagas deixadas em aberto por rescisões impostas pelo anterior conselho de administração".

"Este último trimestre, com a entrada dos períodos de férias, veio destacar mais ainda toda esta situação. Ao fim destes meses, o problema tem sido compensado com um enorme volume de trabalho extraordinário que começou agora a trazer os seus problemas de saúde e cansaço aos trabalhadores da empresa, esgotados com todo este esforço físico e mental", refere a nota.

O sindicato acrescenta que nas reuniões com a empresa a questão da admissão de novos trabalhadores tem sido sempre colocado, mas a resposta é que "os orçamentos não o permitem e o ministro das Finanças não autoriza".

"Com o novo Governo continuamos com o mesmo problema do não investimento na contratação e com o tempo será a renovação das frotas posta em causa. Esta situação não é exclusiva da Soflusa, a Transtejo também sofre com todos estes impedimentos. O futuro de um transporte fluvial condigno, confortável e em segurança entre as duas margens do rio Tejo está em perigo", refere o sindicato.

No site da Transportes de Lisboa não é indicado qualquer motivo para a supressão de viagens.

Lusa

  • Reportagem Especial dá a voz aos despedidos da banca
    1:18
  • CEMGFA admite que várias armas roubadas estão em condições de ser usadas
    2:06

    Assalto em Tancos

    Afinal há várias armas roubadas em Tancos que estão em condições de ser utilizadas, sendo que apenas os lança-granadas-foguete estão obsoletos. Esta manhã, o general Pina Monteiro admitiu, no Parlamento, que a declaração que fez há duas semanas pode ter induzido em erro a opinião pública. O chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA) diz, ainda, que se houvesse indícios sobre colaboração do Exército neste caso, os suspeitos estariam presos.

  • Pais de Charlie Gard querem que o bebé morra em casa

    Mundo

    Depois de terem renunciado à batalha judicial para manterem o filho com vida, os pais do bebé britânico Charlie Gard desejam agora levar a criança para morrer em casa. O desejo foi revelado pelo advogado de Chris Gard e Connie Yates, numa audiência esta tarde, no Supremo Tribunal de Londres. Contudo, o hospital responsável pelo caso admite que os cuidados a Charlie não podem ser feitos em casa.