sicnot

Perfil

País

CODIS espera dominar o incêndio de Soure durante a noite

O comandante distrital de Operações de Socorro (CODIS) de Coimbra, Carlos Tavares, afirmou esta terça-feira que espera ser possível dominar o incêndio que afeta os concelhos de Soure, Condeixa-a-Nova e Penela durante a noite.

O incêndio, que deflagrou na segunda-feira em Soure e que tinha sido dominado às 09:30 de hoje, voltou a estar novamente ativo ao início da tarde, na sequência de um reacendimento, mantendo duas frentes, uma de "um quilómetro, de combate difícil, mas a correr de forma favorável", e outra de cerca de 500 metros, "com combate favorável", disse Carlos Tavares aos jornalistas, no posto de comando de operações, na Serra de Sicó.

Uma das frentes situa-se perto de Buracas do Casmilo, concelho de Condeixa-a-Nova, sendo que a outra está "entre o concelho de Soure e de Penela".

De acordo com o CODIS de Coimbra, já é possível sentir "alguma humidade" - o que não se observou na noite de segunda para terça-feira -, havendo a expectativa de dominar o incêndio durante a noite.

Neste momento, segundo o 'site' da Autoridade Nacional da Proteção Civil, estão 549 operacionais a combater as chamas, apoiados por 176 veículos.

"Os meios mantêm-se porque o perímetro é muito grande", sendo que na Serra de Sicó há "ventos muito fortes" e é necessário "ter cuidado", explanou Carlos Tavares.

As chamas, durante o dia, aproximaram-se de localidades como Pombalinho, Chanca ou Cotas, não havendo "registo de casas ardidas".

Registaram-se ainda dois bombeiros com ferimentos ligeiros, devido ao "exausto provocado pelo calor e por alguma desidratação", referiu.

Já de noite, um habitante do Rabaçal olhava fixamente para as chamas no monte. "É complicado", dizia. Apesar de as chamas ainda estarem longe, "há muito mato e, se descer o monte, vai meter respeito", frisou.

O incêndio começou por subir na segunda-feira a serra de Degracias.

Na localidade que tem o nome da serra temeu-se "o pior", disse à agência Lusa Jorgina Dias, de 53 anos.

A habitante da localidade de Soure ainda viu as chamas em Carpinteiros, onde o fogo deflagrou, mas nunca esperou vê-las "altíssimas", à porta da povoação onde mora.

"Parecia um filme de terror", conta Jorgina, recordando o momento em que o fogo esteve a 30 metros de um barracão seu onde tinha gado.

"Estava eu e o meu irmão, com uns ramos de loureiro. Mas assim que vimos as chamas a arderem tão alto nos carvalhos, fiquei a tremer e ainda pensei que ia morrer ali queimada", contou.

Rosa Pires perdeu "parte da fazenda". Em Degracias, sublinha, não se dormiu, com o cheiro intenso a fumo que ainda persiste e com "a inquietação" de se ter visto as chamas tão perto das habitações.

"A serra era linda, toda verde. Agora está preta. Preta de luto", afirmou a antiga emigrante.

  • França e Rússia criam grupo de trabalho contra o terrorismo
    1:00

    Mundo

    França e Rússia vão criar um grupo de trabalho para lutar contra o terrorismo. A proposta partiu do Presidentre francês e foi anunciada por Vladimir Putin. Na conferência de imprensa conjunta, o Presidente russo explicou que ambos falaram também da Coreia do Norte.    

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00
  • Marcelo diz que Europa não deve contar com benevolência dos aliados 
    1:19

    País

    O Presidente da República concorda com Angela Merkel, que este domingo defendeu que a Europa já não pode confiar a 100% nos países aliados. Numa conferência sobre o futuro da Europa, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que a União Europeia tem de assumir responsabilidades e protagonismo e não pode contar com a iniciativa e a benevolência dos aliados.

  • Novos casos de tuberculose caíram para metade

    País

    Portugal reduziu para metade o número de novos casos de tuberculose entre 2000 e 2016, segundo um relatório hoje divulgado, que mostra que, no ano passado, a taxa de incidência da doença foi de 18 por 100 mil habitantes.

  • Julgamento de Pedro Dias só deve começar após as férias judiciais
    2:59

    País

    O Tribunal da Guarda vai juntar o homicídio de Liliane Pinto ao processo principal dos crimes de Aguiar da Beira. Pedro Dias será interrogado em julho, mas o julgamento só deve começar depois das férias judiciais. No interrogatório judicial de 10 de novembro do ano passado, Pedro Dias ficou em silêncio.

  • Angola confirma pela 1ª vez que José Eduardo dos Santos está em Espanha por motivos de saúde

    Mundo

    É a primeira vez que o governo de Luanda admite, oficialmente, que o Presidente José Eduardo dos Santos sentiu-se mal e está a receber assistência médica em Espanha. Com 74 anos, os últimos 38 como Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos tem feito visitas regulares a Barcelona para efetuar exames médicos, mas nem uma palavra sobre as suspeitas de que o Chefe de Estado angolano teria sofrido um AVC recentemente.

  • Merkel sugere que a Europa já não pode contar com aliados como os EUA
    1:45

    Mundo

    Depois das cimeiras do G7 e da NATO,e sem nunca mencionar Donald Trump, a chanceler alemã diz que é tempo de cada país tomar conta do próprio destino. As declarações de Angela Merkel foram feitas em Munique numa ação de campanha da CDU e evidenciam incómodo em relação às posições manifestadas pelos EUA.

  • Bombeiro alvejado durante assalto em Buenos Aires
    1:07

    Mundo

    A polícia argentina está a investigar o assalto e a agressão a tiro a um bombeiro em Buenos Aires. O homem de 30 anos foi atacado por três jovens, o momento foi captado pelas câmaras de videovigilância. As imagens mostram o exato momento em que o bombeiro foi atacado pelo grupo, perto de um quiosque de alimentação automático. De acordo com as informações disponíveis, a vítima terá sido alvejada seis vezes.