sicnot

Perfil

País

Homem morto a tiro pela PSP após agredir agente com machado

Um homem foi esta manhã morto a tiro por um agente da PSP no Vale da Amoreira, no concelho da Moita. O caso aconteceu depois da vitima mortal ter agredido um polícia com um machado e uma faca. O agente ficou ferido com gravidade, mas não corre perido de vida.

"Os dois elementos da PSP que costumam fazer notificações viram um indivíduo na rua que suspeitavam que tinha um mandado de detenção. Quando o abordaram para o identificar, sem que nada o fizesse prever, o indivíduo agrediu um agente com um machado e uma faca", disse a comissária Maria do Céu, da PSP de Setúbal.

Na sequência desta agressão, "o agente da PSP foi obrigado a disparar em legítima defesa", acrescentou.

O alerta para o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal foi dado às 10:44.

O homem atingido a tiro morreu no local e o agente da polícia agredido foi transportado com ferimentos graves para o Hospital do Barreiro.

Agente não corre risco de vida

"O agente da PSP sofreu ferimentos com um machado e uma faca na zona do peito, perto do pescoço. Não sabemos ainda a exata gravidade dos ferimentos, está no hospital, mas não corre risco de vida", acrescentou a comissária Maria do Céu.

O outro elemento da PSP que estava no local na altura do incidente também sofreu ferimentos e foi assistido, mas já teve alta hospitalar. "Sofreu apenas um corte ligeiro no braço, conseguiu escapar", acrescentou a responsável.

A Polícia Judiciária já esteve no local e já ouviu o agente que sofreu apenas um corte no braço, mas está "muito abalado" com a ocorrência.

Última atualização às 14:29/Com Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.