sicnot

Perfil

País

Já ardeu metade da mancha florestal de Boticas

© Reuters

O presidente da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, disse esta quarta-feira que o incêndio que lavra desde segunda-feira já destruiu metade da mancha florestal do concelho, deixando cerca de dois mil hectares queimados e um "cenário desolador".

Este fogo que deflagrou na zona de Codessoso, no concelho de Boticas, lavra desde as 16:17 de segunda-feira, já queimou uma vasta área de pinhal e obrigou à retirada, na terça-feira, das pessoas mais vulneráveis, como crianças e idosos, da aldeia de Torneiros.

"Arderam cerca de dois mil hectares, 90% da área é pinhal. Muito, muito prejuízo, é desolador olhar para o meu concelho agora", afirmou Fernando Queiroga.

O presidente da autarquia referiu, ainda, que "50% da mancha florestal do município desapareceu nas últimas 24 horas".

"Esta manhã as coisas estão um pouco melhores. Durante a noite conseguimos dar cabo das frentes que trazíamos e agora estamos a posicionar os homens por causa dos reacendimentos. No terreno, estão também três máquinas de rasto", afirmou o autarca.

Segundo Fernando Queiroga, perto da aldeia de Mosteirão há uma zona que é de muito difícil acesso. Durante a noite não era possível lá ir e estão agora a ser mobilizados operacionais para combater aquele foco.

A combater o incêndio em Boticas estão esta manhã 291 operacionais, com 90 viaturas, contando com o apoio de um helicóptero. Para ali, foram já mobilizados reforços de Leiria e Lisboa.

Desde o final da manhã de terça-feira que Fernando Queiroga reivindicava mais meios para ajudarem a controlar as chamas no concelho, que começaram a chegar apenas com o cair da noite.

No distrito de Vila Real, continua ainda ativo o fogo que lavra desde as 10:48 de segunda-feira, na zona de Soutelinho do Mezio, em Vila Pouca de Aguiar, e mobiliza 104 homens e 31 viaturas.

O combate a este fogo foi reforçado com uma equipa proveniente do Sul do país.

Durante a noite foi dado como em conclusão o outro fogo que preocupou populações e autoridades no distrito, em Alvadia, no concelho de Ribeira de Pena.

Lusa

  • Jorge Sampaio dá as boas-vindas a 54 estudantes sírios que chegaram esta madrugada a Lisboa
    0:30

    País

    O avião da Força Aérea Portuguesa vindo de Beirute aterrou no Aeroporto Militar Figo Maduro, em Lisboa, às 4h30. Estes estudantes vão, numa primeira fase, frequentar um curso intensivo de português. Depois serão integrados em universidades e politécnicos de Lisboa, no âmbito do programa de bolsas de estudo de emergência para estudantes sírios dirigido por Jorge Sampaio.

  • Carlos César promete reforço da transparência de titulares de cargos políticos
    2:13

    País

    O recém re-eleito presidente do PS apontou reforço da transparência de titulares de cargos políticos como uma das prioridades do partido, no discurso que fez esta mmanhã no congresso socialista. Enquanto isso, à porta do Centro de Exposições da Batalha, lesados do BES esperavam Costa e César para exigir o cumprimento de promessa.

  • "Acabámos com o mito de que é a direita que sabe governar as finanças públicas"
    2:15
  • Conselhos sobre as novas regras de proteção de dados 
    2:08
  • Protestos em Gaza vão continuar promete Hamas
    1:19

    Mundo

    Na fronteira da Faixa de Gaza com Israel, dezenas de palestinianos ficaram feridos noutra sexta-feira de protesto contra o bloqueio israelita. O Hamas que controla o território diz que as manifestações vão continuar apesar da repressão.

  • Jogo é a 3.000 km de Madrid mas em Santiago de Bernabéu está tudo a postos para a festa
    1:49
  • Restaurantes para grávidas, rooftops e uma viagem pelo Douro vinhateiro
    12:58