sicnot

Perfil

País

Militar ferido no domingo transferido para o Curry Cabral devido a falência hepática

Dylan da Silva, o militar dos comandos que no domingo foi internado no Hospital do Barreiro, foi transferido para o Curry Cabral, em Lisboa, devido a falência hepática.

São já 10 os militares do curso n.º 127 que tiveram de receber tratamento em vários hospitais. Um deles foi internado ontem no Hospital da Cruz Vermelha, com alterações na função renal e indícios de rabdomiólise.

No Hospital das Forças Armadas, deram entrada dois instruendos que, segundo o Exército, não levantam cuidados de maior, mas um terceiro militar permanece nos cuidados intensivos, diagnosticado com um golpe de calor.

  • Sepultado militar que morreu em treino do curso de comandos
    2:06

    País

    A justiça está a investigar a morte do militar dos comandos durante um treino. O Ministério Público quer apurar se houve abuso e negligência dos comandantes num dia com temperaturas acima dos 40 graus. O funeral de Hugo Abreu realizou-se esta manhã na Ribeira Brava, na Madeira. Os pais, emigrantes em França, chegaram esta segunda-feira a Portugal e, desde então, têm estado a receber acompanhamento psicológico no Estado Maior do Exército, como explicou à SIC o porta-voz do Exército, tenente-coronel Vicente Pereira.

  • Militar internado não corre perigo de vida, diz Exército
    1:33

    País

    O militar de 20 anos que se encontra internado no Hospital do Barreiro continua com prognóstico reservado, mas já apresenta alguma evolução favorável. O funeral do outro militar que morreu no curso de Comandos deverá realizar-se quarta-feira na Madeira, de onde a família é originária.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite