sicnot

Perfil

País

Número de crianças de 4 anos sem lugar no pré-escolar é residual

A dias de arrancar o próximo ano letivo, o Ministério da Educação garantiu que o número de crianças de quatro anos que ainda não encontrou lugar numa creche pública é "muito residual".

No ano em que se concretiza o prometido alargamento do pré-escolar para crianças a partir dos quatro anos - até ao último ano letivo apenas as de cinco anos tinham obrigatoriamente direito a lugar numa creche pública - "só estão por colocar um número muito residual de alunos de 4 anos, em Lisboa e Vale do Tejo", disse à agência Lusa o Ministério da Educação (ME), não especificando o número.

Segundo a tutela, "a rede de pré-escolar está estabilizada, havendo garantia de oferta para todas as crianças de 4 e 5 anos em praticamente todo o país".

Nos casos em Lisboa em que isso ainda não acontece, a justificação do ME é a de que se tratam de "situações de crianças inscritas já fora de prazo, ou que não aceitaram vagas em escolas de outra preferência que não aquela que indicaram em primeiro lugar".

No final de agosto, números da tutela indicavam que 10% das crianças de quatro anos de Lisboa e Vale do Tejo ainda não tinham lugar na rede pré-escolar pública.

Na altura, o ministério esclareceu ainda que os critérios que regem as vagas na rede pública não se aplicam à chamada rede solidária e que os pais, quando inscrevem as crianças, devem indicar várias escolas por ordem de preferência.

"A maioria dos casos que estão agora a ser solucionados refere-se a situações em que os alunos não ficaram colocados na escola que indicaram como primeira opção", referiu a tutela no final de agosto.

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.