sicnot

Perfil

País

Vinte e sete concelhos em risco máximo de incêndio

Vinte e sete concelhos de nove distritos do interior norte e centro e Monchique, em Faro, encontram-se hoje sob risco Máximo de incêndio, segundo informação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, em risco Máximo de incêndio estão dois concelhos de Santarém, três em Castelo Branco, três em Leiria, três em Coimbra, sete na Guarda, cinco em Viseu, dois em Aveiro, um no Porto e outro em Faro.

O Instituto colocou também em risco Elevado e Muito Elevado de incêndios vários concelhos de todos os distritos (18) de Portugal continental.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre Reduzido e Máximo.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia, relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado, apresentando-se em geral muito nublado no litoral oeste até ao final da manhã e a partir do final da tarde, podendo persistir em alguns locais da faixa costeira e possibilidade de ocorrência de períodos de chuva fraca ou chuvisco no litoral das regiões norte e centro até ao final da manhã e a partir do final da tarde.

A previsão aponta ainda para vento em geral fraco do quadrante oeste, soprando moderado de noroeste no litoral oeste e nas terras altas a partir do início da tarde, por vezes forte com rajadas até 60 quilómetros por hora, neblina ou nevoeiro matinal no litoral norte e centro e descida de temperatura, sendo acentuada na máxima.

Para a Madeira prevê-se períodos de céu muito nublado e vento fraco a moderado do quadrante norte.

Nos Açores a previsão aponta para períodos de céu muito nublado com abertas, aguaceiros fracos na madrugada e vento noroeste bonançoso a moderado.

No que diz respeito às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 19 e 28 graus Celsius, no Porto entre 15 e 21, em Viana do Castelo entre 15 e 22, em Vila Real entre 20 e 33, em Viseu entre 21 e 31, em Bragança entre 17 e 36, na Guarda entre 23 e 32, em Coimbra entre 16 e 26, em Castelo Branco entre 22 e 36, em Portalegre entre 24 e 34, em Santarém entre 17 e 30, em Évora entre 19 e 35, em Beja entre 20 e 35, em Faro entre 23 e 33, no Funchal entre 21 e 28, em Ponta Delgada entre 19 e 24, na Horta entre 18 e 23, e em Santa Cruz das Flores entre 17 e 23.

DD // SB

Lusa

  • O tempo para hoje
    0:21

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje no continente céu pouco nublado, apresentando-se em geral muito nublado no litoral oeste até ao final da manhã e a partir do final da tarde, podendo persistir em alguns locais da faixa costeira e possibilidade de ocorrência de períodos de chuva fraca ou chuvisco no litoral das regiões norte e centro até ao final da manhã e a partir do final da tarde.

  • Aeroporto Cristiano Ronaldo? Nem todos os madeirenses estão de acordo
    2:21
  • Hotel inovador na Madeira
    2:23

    Economia

    O grupo Pestana está a construir no Funchal, um novo e único hotel, através de uma técnica inovadora que quase não utiliza cimento. Este vai ser o primeiro hotel do mundo construído com um sistema modular desenvolvido em Portugal. O hotel vai ter 77 quartos e vai ficar construído em apenas seis meses. O maior grupo hoteleiro português admite recorrer a este novo sistema em futuros hotéis.

  • Fatura da água a dobrar
    2:26

    Economia

    Desde o início do ano que a população de Celorico de Basto está a receber duas faturas da água para pagar. Tanto a Câmara como a Águas do Norte reclamam o direito a cobrar pelo serviço. Contactada pela SIC, a Entidade Reguladora esclarece que o município não pode emitir faturas e tem de devolver o dinheiro.

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43

    Daesh

    Há suspeitas de que o Daesh tenha criado uma vala comum com cerca de seis mil corpos a sul de Mossul, no Iraque. A área em redor estará minada. A revelação é de uma equipa de reportagem da televisão britânica Sky News.

  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.