sicnot

Perfil

País

Bloco pede divulgação do inquérito à morte de militar em curso dos Comandos

O Bloco de Esquerda (BE) pediu esta quinta-feira ao Governo que divulgue o relatório do inquérito à morte de um militar no curso de Comandos do Exército, no domingo, questionando se "os abusos continuam" apesar de situações semelhantes no passado.

Num requerimento entregue esta quinta-feira na Assembleia da República, a bancada bloquista pede acesso, através do Ministério da Defesa Nacional, ao relatório do inquérito instaurado pelo chefe do Estado-Maior do Exército à morte do jovem, "a fim de conhecer as causas e os procedimentos que estiveram na origem deste trágico episódio".

Um homem morreu no domingo, na sequência de um "golpe de calor" durante um treino dos Comandos, e diversos outros receberam assistência hospitalar, estando ainda internados cinco: um no Curry Cabral - e que hoje se encontrava em lista de espera para transplante hepático -, três no Hospital das Forças Armadas e outro no Hospital da Cruz Vermelha.

No pedido, os deputados João Vasconcelos e Pedro Filipe Soares consideram essencial que o inquérito "apure todas as responsabilidades".

"Já no passado, o país foi confrontado com exercícios em cursos de Comandos que não respeitavam a integridade dos formandos. Foi isso que se repetiu", perguntam os bloquistas.

Para o BE, "se assim for, só prova que no passado não se fez tudo o que se deveria ter feito e que os problemas apenas foram omitidos, para os abusos continuarem a ser perpetrados".

O ministro da Defesa, José Azeredo Lopes, anunciou hoje que os cursos de Comandos do Exército vão ficar suspensos até ao final do inquérito à morte do militar, mas o Exército já esclareceu que o curso atualmente a decorrer - o 127.º - vai manter-se de forma "controlada e adaptada" e que apenas os próximos cursos é que vão ser suspensos até conclusão dos inquéritos em curso.

Lusa

  • Chuva deixa em alerta 12 distritos do continente

    País

    Doze distritos do continente estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva, que pode ser pontualmente forte e acompanhada por trovoadas e granizo, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

  • Parceiros sociais retomam hoje discussão sobre legislação laboral

    Economia

    Os parceiros sociais retomam esta tarde a discussão sobre as alterações à legislação laboral nas áreas do combate à precariedade, promoção da negociação coletiva e reforço da inspeção do trabalho. No encontro, marcado para as 15:00 no Conselho Económico e Social (CES), em Lisboa, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, deverá apresentar um novo documento com alterações face ao que foi proposto aos parceiros sociais há dois meses.

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • A experiência de um embaixador português na Coreia do Norte
    2:58

    País

    A Coreia do Norte tem o maior orçamento militar do mundo e o seu arsenal nuclear acaba por dar-lhe acesso a uma possível cimeira com os Estados Unidos. A pobreza e o culto da personalidade foram testemunhados pelo embaixador, José Manuel de Jesus, que visitou várias vezes Pyongyang.

  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.