sicnot

Perfil

País

Exposição dos militares ao calor pode ter sido demasiado rápida

Exposição dos militares ao calor pode ter sido demasiado rápida

O fisiologista Paulo Armada defende que os treinos dos comandos devem ter mais planeamento quando são realizados com temperaturas extremas.

O Exército suspendeu os próximos cursos de comandos até conclusão dos inquéritos ao que aconteceu no passado domingo. Um aluno morreu devido a um golpe de calor e 11 foram internados - um deles ainda está em estado grave e precisa de um tranplante do fígado.

No Primeiro Jornal, o especialista em fisiologia e professor da Faculdade de Motricidade Humana admitiu que os militares podem não ter tido tempo suficiente para se adaptarem ao clima.

  • Porta-voz do exército diz que dois militares devem ter alta em breve
    0:53

    País

    Dois dos cinco militares do curso de comandos podem vir a ter alta nos próximos dias. É pelo menos essa a expectativa do exército. Quatro estão internados no hospital das Forças Armadas e o quinto, o caso mais grave, está em fila de espera, o Curry Cabral, npara receber um transplante de fígado.

  • Sepultado militar que morreu em treino do curso de comandos
    2:06

    País

    A justiça está a investigar a morte do militar dos comandos durante um treino. O Ministério Público quer apurar se houve abuso e negligência dos comandantes num dia com temperaturas acima dos 40 graus. O funeral de Hugo Abreu realizou-se esta manhã na Ribeira Brava, na Madeira. Os pais, emigrantes em França, chegaram esta segunda-feira a Portugal e, desde então, têm estado a receber acompanhamento psicológico no Estado Maior do Exército, como explicou à SIC o porta-voz do Exército, tenente-coronel Vicente Pereira.

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.