sicnot

Perfil

País

Judiciária apreende 9,2 milhões de cigarros de contrabando

© Reuters

A PJ deteve quatro pessoas e apreendeu 9,2 milhões de cigarros de contrabando transportados num contentor, cuja entrada no mercado acarretaria um prejuízo de dois milhões de euros em impostos não cobrados.

Os detidos por crimes de contrafação e contrabando são três homens e uma mulher, um de nacionalidade portuguesa e três estrangeiros, com idades entre os 40 e 70 anos.

As características dos maços de tabaco, da marca "500 cinquecento", indiciam terem sido contrafeitos num país do Oriente e que o mercado britânico seria o seu destino, adianta a polícia.

Durante a operação da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC), em articulação com o Departamente de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, foi ainda apreendida uma viatura, dinheiro e vários equipamentos de telecomunicações.

Os detidos serão apresentados às autoridades judiciárias para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação.

A investigação contou com a colaboração da Autoridade Aduaneira.

Lusa

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".