sicnot

Perfil

País

Judiciária apreende 9,2 milhões de cigarros de contrabando

© Reuters

A PJ deteve quatro pessoas e apreendeu 9,2 milhões de cigarros de contrabando transportados num contentor, cuja entrada no mercado acarretaria um prejuízo de dois milhões de euros em impostos não cobrados.

Os detidos por crimes de contrafação e contrabando são três homens e uma mulher, um de nacionalidade portuguesa e três estrangeiros, com idades entre os 40 e 70 anos.

As características dos maços de tabaco, da marca "500 cinquecento", indiciam terem sido contrafeitos num país do Oriente e que o mercado britânico seria o seu destino, adianta a polícia.

Durante a operação da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC), em articulação com o Departamente de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, foi ainda apreendida uma viatura, dinheiro e vários equipamentos de telecomunicações.

Os detidos serão apresentados às autoridades judiciárias para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação.

A investigação contou com a colaboração da Autoridade Aduaneira.

Lusa

  • Rui Vitória não espera facilidades frente ao Tondela
    1:34

    Desporto

    O líder do campeonato, o Benfica, recebe este domingo o último classificado, o Tondela. Na conferência de antevisão do encontro, Rui Vitória afirmou que não espera facilidades. O treinador do Benfica falou ainda de Sebastian Coates.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.