sicnot

Perfil

País

"Noite não será amiga dos bombeiros" no Algarve devido ao vento

FILIPE FARINHA

O comandante distrital de operações de socorro de Faro, Vítor Vaz Pinto, perspetivou esta quinta-feira que "a noite não será amiga dos bombeiros" no combate ao incêndio florestal em Portimão e Monchique, devido sobretudo ao vento forte.

"O vento vai manter-se, as condições meteorológicas não nos vão facilitar muito a vida, por isso a noite não será amiga dos bombeiros", disse à Lusa.

Num ponto de situação feito pouco depois das 18:00 aos jornalistas, o responsável referiu que o incêndio -- que deflagrou no sábado em Monchique e foi dado como extinto no domingo, mas teve um reacendimento na quarta-feira e chegou ao município de Portimão - continua a lavrar com "muita intensidade".

Segundo Vítor Vaz Pinto, o vento dificultou o trabalho dos meios aéreos que foram mobilizados para o local, uma zona com muito edificado disperso pela serra.

Ainda assim, não havia até àquela hora registo de primeiras habitações destruídas.

"É estranho que um incêndio que estava consolidado se tivesse reacendido de forma tão fulminante, mas caberá às autoridades investigarem", referiu, quando questionado sobre a origem do fogo.

Para o combate foram mobilizados mais de 500 operacionais e, segundo a página da Proteção Civil na Internet, cerca de 200 viaturas e nove meios aéreos.

A presidente da Câmara de Portimão, Isilda Gomes, indicou que a maioria das pessoas que tiveram de abandonar as suas casas por prevenção está com familiares.

"Só temos quatro pessoas no posto de acolhimento, maioritariamente situações de mobilidade reduzida", apontou, sublinhando que o município está preparado para acolher outros moradores que necessitem.

Três povoações do concelho de Portimão -- Carriçal, Moinho da Rocha e Tabual - e o hotel Pestana junto ao Autódromo Internacional do Algarve tiveram de ser evacuados por precaução, face à intensidade do fumo, segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Faro.

De acordo com o CDOS, foram retiradas 28 pessoas das três localidades, mas não era conhecido o número de hóspedes e funcionários deslocados do hotel.

Isilda Gomes indicou que os hóspedes foram levados para outra unidade do grupo Pestana no concelho.

Lusa

  • "Tivemos cinco minutos para arrumar tudo e ir para o autódromo"
    4:17

    País

    O hotel Pestana Race junto ao Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, foi evacuado esta tarde devido ao incêndios florestais. Uma colaboradora do hotel, esteve em direto na Edição da Tarde da SIC Notícias para falar sobre a situação."Filipa" diz que as autoridades estão "fazer bem o seu trabalho" e que as chamas já estão controladas. A colaboradora do hotel realça o facto de ter tido apenas "cinco minutos para arrumar tudo e ir para o autódromo".

  • Fogo surpreende habitantes de Montes de Cima
    2:06

    País

    Na localidade de Montes de Cima, Portimão, o incêndio surpreendeu os habitantes. Há casas evacuadas e o combate às chamas está a ser dificultado pelo vento. Eis o relato feito esta tarde pelo repórter João Tiago.

  • Vento forte empurra fogo em Monchique para sul
    1:26

    País

    O fogo na Serra de Monchique continua sem dar tréguas aos bombeiros. Esta tarde, a estrada entre Monchique e Alvor, no concelho de Portimão, estava cortada ao trânsito, como relata o repórter Luís Godinho.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.