sicnot

Perfil

País

PJ detém alegado autor de fogo florestal em Pinhel

Um homem fortemente indiciado da autoria de um incêndio florestal que ocorreu na terça-feira, em Pinhel, distrito da Guarda, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ), foi anunciado esta quinta-feira.

Em comunicado, a PJ diz que, "através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda, com a colaboração da GNR de Pinhel, identificou e deteve um homem fortemente indiciado da autoria de um crime de incêndio florestal, ocorrido no pretérito dia 6 do corrente mês, em Bogalhal/Valbom".

"O incêndio consumiu uma área superior a um hectare de pasto, mato e arvoredo, além de ter colocado em risco toda a extensa área florestal envolvente, só não tendo assumido maiores proporções devido à pronta intervenção de populares e bombeiros. O fogo terá sido iniciado por meio de chama direta e num aparente quadro de distúrbio psicótico e desejo de vingança pessoal", indica a polícia.

Com 29 anos e sem antecedentes criminais conhecidos, o detido irá ser presente às competentes autoridades judiciárias para primeiro interrogatório judicial e eventual sujeição a medidas de coação.

No decurso do corrente ano a Polícia Judiciária já identificou e deteve 64 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.