sicnot

Perfil

País

Parlamento debate viagens pagas pela Galp e recapitalização da CGD

A comissão permanente do parlamento reúne-se hoje e irá debater as viagens pagas pela Galp a membros do Governo durante o campeonato europeu de futebol e o plano de recapitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD).

O Executivo estará presente na reunião da comissão permanente de quinta-feira para prestar esclarecimentos no caso das viagens da Galp, da CGD, e também sobre estágios profissionais.

A reunião da comissão começa às 15:00 e arrancará com a mensagem do Presidente da República referente ao veto do diploma sobre transportes do Porto.

Depois, far-se-á o debate em torno da CGD, e só depois acontecerão as declarações políticas dos vários partidos - o debate do banco público foi antecipado porque vários membros do Governo da área das Finanças terão se de deslocar na tarde de quinta-feira para Bratislava para reuniões de ministros da União Europeia.

A agenda da comissão permanente completa-se com a discussão sobre as viagens pagas pela Galp a França no âmbito no Euro2016, com o Governo também presente, os estágios profissionais e várias situações de alegado abuso, e haverá algumas votações no final da reunião, nomeadamente autorizações de deslocações do chefe de Estado ou sobre a retoma do mandato de alguns deputados, precisou Duarte Pacheco.

A 13 de agosto, a Procuradoria-Geral da República (PGR) informou que enviou para inquérito os elementos por si recolhidos sobre a viagem do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, a convite da Galp, para assistir ao Euro2016 em França.

O Governo já considerou que o caso, que envolveu além de Fernando Rocha Andrade, os secretários de Estado da Indústria, João Vasconcelos, e da Internacionalização, Jorge Costa Oliveira, ficou "encerrado" com o reembolso das despesas efetuadas àquele patrocinador oficial da seleção portuguesa de futebol.

Na altura da polémica, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, anunciou também que o Conselho de Ministros aprovará este verão um código de conduta que vincule os membros do Governo e altos dirigentes da administração pública sob tutela do executivo.

Esse código de conduta, adiantou, deverá densificar a norma atual da lei, "de forma que ela se torne taxativa e, portanto, em relação à qual o seu cumprimento não ofereça quaisquer dúvidas".

A atual lei diz que, havendo uma proibição geral de aceitação ou entrega de ofertas, "há gestos de cortesia que são aceitáveis por razões que têm a ver com os usos e costumes ou com a adequação social", lembrou o ministro.

Lusa

  • Novo presidente da CGD vai ser ouvido no Parlamento
    0:44

    Caso CGD

    O presidente da Caixa Geral de Depósitos vai ser ouvido na Comissao Parlamentar de inquerito sobre o banco público. A audição foi imposta pelo CDS, depois dos partidos da maioria parlamentar terem chumbado a proposta do partido para ouvir António Domingues. PS, PCP e BE entenderam que a audição do novo presidente não se enquadra no objeto da comissão.

  • Rúben Lima nega crimes de corrupção no processo Cashball
    6:04

    Desporto

    Rúben Lima, um dos 8 jogadores suspeitos de terem sido aliciados por intermediários ao serviço do Sporting para beneficiar o clube de Alvalade, nega todos os crimes investigados pela Polícia Judiciária. Numa entrevista exclusiva à SIC, o jogador do Moreirense garante que não conhece nenhum dos quatro arguidos detidos no âmbito do processo Cashball.

    Exclusivo SIC

  • Partido Podemos com votação inédita em Espanha
    1:32

    Mundo

    Há uma votação inédita em Espanha. O Podemos começou esta terça-feira a decidir a continuidade do líder do partido, depois de Pablo Iglesias e a companheira terem comprado uma casa de 600 mil euros.

  • Rui Rio alerta que violações do segredo de justiça ameaçam democracia
    2:16

    País

    Rui Rio diz que não pede demissões "a cada esquina" e prefere aguardar pelas respostas do ministro Adjunto Siza Vieira, sobre o alegado conflito de interesses com os acionistas chineses da EDP. O líder do PSD esteve esta terça-feira reunido com a direção nacional da Polícia Judiciária, onde defendeu que a violação do segredo de justiça é insustentável e ameaça o regime democrático.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.

  • A maior obra de reconversão urbana em Portugal 20 anos depois
    3:47