sicnot

Perfil

País

Reforçados meios aéreos nos fogos de Faro, Bragança, Vila Real e Guarda

LUSA

Os quatro incêndios em Faro, Bragança, Vila Real e Guarda eram os que às 7:30 preocupavam mais os bombeiros e por isso vão ser reforçados com meios aéreos, incluindo um Beriev, disse o adjunto operacional Marco Martins.

"Neste momento temos quatro incêndios ativos no distrito de Bragança, Faro, Vila Real e Guarda. O incêndio de Monchique (Faro) é o que nos preocupa mais face ao que foi desenvolvido durante a noite", adiantou o adjunto operacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

De acordo com Marco Martins, às 07:30, o incêndio em Monchique que tem duas frentes ativas, mobilizava 298 bombeiros, com o apoio de 98 meios terrestres.

"O combate a este incêndio vai ser reforçado de manhã com dois aviões Fireboss e o avião russo Beriev", disse Marco Martins.

O responsável explicou que o incêndio de Monchique que sofreu um reacendimento às 19:57 de quarta-feira e que levou à evacuação de localidades e retirada de pessoas, desenvolveu-se de forma intensa durante a noite.

"Hoje de manhã não temos informação de que haja populações em risco", disse.

Também a preocupar os bombeiros hoje de manhã está o incêndio que deflagrou na terça-feira às 11:17 nas localidades de Lagoaça e Fornos, concelho de Freixo de Espada à Cinta, distrito de Bragança.

"Este incêndio passou entretanto para o concelho vizinho de Mogadouro. No terreno temos 233 operacionais, com o apoio de 83 veículos", disse Marco Martins, destacando que este fogo vai ser reforçado com dois aviões Canadair.

O adjunto operacional destacou também o incêndio nas freguesias de Corujeira e Trinta, no concelho e distrito da Guarda que está a ser combatido por 175 operacionais, com o auxílio de 33 meios terrestres.

"Também este incêndio vai ser reforçado durante a manhã com dois aviões fireboss. Este fogo está a desenvolver-se num local de difícil acesso. Não é possível fazer o combate com meios apeados. Esperemos que com este reforço o combate evolua favoravelmente", disse.

Marco Martins deu ainda conta de um incêndio em Soutelinho de Mezio, freguesia de Telões, no concelho de Vila Pouca de Aguiar, distrito de Vila Real.

"Este incêndio que mobiliza 176 bombeiros, com o apoio de 49 veículos vai ser reforçado com dois fireboss"", disse.

O adjunto operacional salientou ainda que não há casas nem pessoas em risco nos quatro incêndios que mais preocupam hoje de manhã.

Lusa

  • Incêndio em Freixo de Espada à Cinta obriga a evacuação de lar de idosos
    0:35

    País

    Em Freixo de Espada à Cinta, distrito de Braga, um incêndio reacendeu e chegou a estar muito próximo das habitações e animais de gado. Um lar de idosos teve de ser evacuado por precaução. Mais de 200 bombeiros combatem as chamas. O fogo foi dado como dominado mas reacendeu durante a tarde de ontem e mantém-se com quatro frentes ativas. As chamas consomem sobretudo mato e mobilizam mais de 80 meios terrestres.

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.