sicnot

Perfil

País

Meios aéreos reforçam combate a fogo em Monchique

O incêndio que lavra em Monchique, com duas frentes ativas, vai contar a partir das 08:30 com meios aéreos, avançou à Lusa o presidente da autarquia, Rui André, garantindo que a salvaguarda de "bens e pessoas" é a prioridade das autoridades.

"É a nossa prioridade em termos de defesa quando os meios não são suficientes e quando muitas vezes as condições no terreno não permitem o ataque à frente de fogo, que é o caso. A nossa prioridade é obviamente salvaguardar pessoas e bens. Haverá sempre [habitações e pessoas em perigo] mas estão sempre defendidas", explicou à Lusa.

De acordo com o autarca que passou a noite junto do posto de comando instalado na Fóia, o cenário podia ser "muito mais complicado" uma vez que durante a noite teve início um incêndio em Silves "que chegou a ameaçar também a zona norte de Monchique", mas que já está dominado.

"Temos duas frentes ativas em Monchique. Vamos fazer agora um raide aéreo para ver como está a progredir o fogo para tentar, com a intervenção dos meios aéreos, consolidar no terreno com bombeiros e meios terrestres, nomeadamente, máquinas de arrasto, e criar condições para que o fogo seja dominado o mais depressa possível ", frisou.

Quanto ao incêndio que lavra no concelho vizinho, Rui André explicou que também existem "zonas preocupantes em Portimão, na zona do Resmalho e Casas Velhas".

Esta madrugada uma das três frentes do incêndio que lavra em Monchique foi dominada e outra estava controlada em 60%, segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Faro.

A terceira frente ativa na localidade de Fóia lavrava a oeste e "não tem acesso a veículos de combate", indicou fonte do posto de comando de operações.

Pelas 8:30 e segundo os dados do 'site' da Autoridade Nacional de Proteção Civil estavam no local 603 operacionais, apoiados por 195 veículos.

Lusa

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.

  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.