sicnot

Perfil

País

PJ detém suspeito de atear fogo na Póvoa de Lanhoso

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem suspeito de ter ateado um incêndio na Póvoa de Lanhoso, em Braga, elevando para 67 o número de alegados incendiários identificados e detidos no país.

Em comunicado, a PJ referiu que, em colaboração com o Departamento de Investigação Criminal (DIC) de Braga, deteve fora de flagrante delito o presumível autor de um "grave" fogo florestal ocorrido a 05 de setembro, naquela localidade.

O incêndio consumiu cerca de 70 hectares de floresta, entre pinheiros, mato e eucaliptos, provocando danos em casas, obrigando à retirada de pessoas, disse.

Esta força policial explicou que o fogo só não atingiu maiores proporções devido à "rápida e eficaz" intervenção de populares e bombeiros, que contaram com o apoio de meios aéreos.

"O arguido atuou motivado apenas pelo desejo de observar a intervenção dos bombeiros no combate aos incêndios, utilizando um isqueiro para atear os incêndios e fazendo-se transportar numa mota pelas matas", revelou.

O detido, sem ocupação laboral, vai ser presente às autoridades judiciárias para primeiro interrogatório judicial.

Lusa

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52