sicnot

Perfil

País

PJ detém suspeito de atear fogo na Póvoa de Lanhoso

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem suspeito de ter ateado um incêndio na Póvoa de Lanhoso, em Braga, elevando para 67 o número de alegados incendiários identificados e detidos no país.

Em comunicado, a PJ referiu que, em colaboração com o Departamento de Investigação Criminal (DIC) de Braga, deteve fora de flagrante delito o presumível autor de um "grave" fogo florestal ocorrido a 05 de setembro, naquela localidade.

O incêndio consumiu cerca de 70 hectares de floresta, entre pinheiros, mato e eucaliptos, provocando danos em casas, obrigando à retirada de pessoas, disse.

Esta força policial explicou que o fogo só não atingiu maiores proporções devido à "rápida e eficaz" intervenção de populares e bombeiros, que contaram com o apoio de meios aéreos.

"O arguido atuou motivado apenas pelo desejo de observar a intervenção dos bombeiros no combate aos incêndios, utilizando um isqueiro para atear os incêndios e fazendo-se transportar numa mota pelas matas", revelou.

O detido, sem ocupação laboral, vai ser presente às autoridades judiciárias para primeiro interrogatório judicial.

Lusa

  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, fez 100 dias este sábado. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52