sicnot

Perfil

País

Amigo de Dylan Silva conta que o militar se dizia vítima de violência no curso

Amigo de Dylan Silva conta que o militar se dizia vítima de violência no curso

Morreu Dylan Silva, o segundo militar dos comandos, internado há uma semana. Um amigo de do jovem militar contou à SIC que o jovem estava a concretizar um sonho de criança, numa das últimas conversas que tiveram Dylan contou-lhe alguns episódios que viveu durante o curso de instrução.


  • Segunda morte nos Comandos devido a golpe de calor
    2:29

    País

    Morreu o militar dos comandos que estava internado no hospital Curry Cabral, em Lisboa devido a um golpe de calor. O estado de saúde de Dylan da Silva agravou-se e não pôde receber o transplante de fígado de que precisava para sobreviver. O ministro da Defesa já lamentou a morte do militar, Azeredo Lopes diz que é imperativo dar continuidade ao inquérito para apurar as causas das mortes no curso de Comandos.

  • Morreu Dylan da Silva, militar dos Comandos

    País

    O segundo militar dos comandos que estava internado no hospital em estado muito grave morreu hoje, depois de problemas ocorridos durante o 127.º curso de comandos do exército, disse hoje o ministro da Defesa. O militar em causa é Dylan Araújo da Silva que encontrava-se internado no Hospital Curry Cabral, em Lisboa, desde o dia 06 de setembro, devido a complicações hepáticas.

  • Marcelo quer "tudo apurado até às últimas consequências" na morte dos comandos
    3:41

    País

    Morreu o segundo militar dos comandos internado há uma semana. O hospital Curry Cabral chegou a conseguir um fígado para o transplante, mas Dylan Silva não estava estabilizado para o poder receber e acabou por morrer este sábado de manhã. O Presidente da República já fez saber que quer "tudo apurado até às últimas consequências" na morte dos comandos.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11