sicnot

Perfil

País

Medicina perde título de média mais alta para engenharias

O curso de Medicina foi este ano destronado como o detentor da média de entrada no ensino superior mais elevada, sendo os três primeiros lugares na lista ocupados por cursos de engenharia.

De acordo com os dados hoje divulgados pela Direção-Geral do Ensino Superior, os cursos de Engenharia Física Tecnológica e de Engenharia Aeroespacial, no Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa, ambos com média de 18,53 valores, e o curso de Engenharia e Gestão Industrial, na Universidade do Porto, com nota de entrada de 18,48 valores, foram este ano os três cursos com a média de entrada mais elevada na 1.ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior.

O curso de Medicina da Universidade do Porto, com 18,4 valores, é o quarto na lista, depois de em 2015 ter sido o que registou a média mais alta de entrada nesta fase: 18,67 valores.

Segundo os dados da DGES, houve este ano na 1.ª fase de acesso ao ensino superior oito cursos com média de entrada superior a 18 valores: aos já citados juntam-se Medicina no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, da Universidade do Porto (18,25), Medicina na Universidade do Minho (18,17) Bioengenharia, na Universidade do Porto (18,2) e Matemática Aplicada e Computação, no Instituto Superior Técnico (18,05).

Do lado dos cursos com médias mais baixas, há 38 cursos com notas de entrada iguais ou superiores a 9,5 valores e inferiores a 10 valores, com 824 estudantes a ficarem colocados com notas de entrada compreendidas neste intervalo.

A 1.ª fase do concurso de acesso ao ensino superior público colocou 42.958 novos alunos nas universidades e politécnicos, um aumento de 2,1% em relação à mesma fase em 2015, segundo dados da DGES.

Os quase 43 mil colocados em 2016, comparados com os 42.068 do ano anterior, traduz-se em mais 890 estudantes que conseguem lugar na 1.ª fase, face a 2015. Este ano houve, na 1.ª fase, mais 133 vagas a concurso do que em 2015.

Os resultados da 1.ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior estão desde hoje disponíveis em www.dges.mctes.pt.

A 2.ª fase do concurso decorre de 12 a 23 de setembro, para os candidatos que não conseguiram lugar na 1.ª fase, para colocados que queiram mudar de curso ou de instituição.

Os resultados da 2.ª fase são divulgados a 29 de setembro.

Lusa

  • Centro comercial em Manchester evacuado

    Mundo

    Um centro comercial foi evacuado esta manhã, no centro de Manchester. Testemunhas dizem ter ouvido um "grande estrondo". O incidente acontece horas depois do ataque na Manchester Arena, no final da atuação da cantora Ariana Grande, no qual morreram pelo menos 22 pessoas. O espaço comercial em Manchester foi entretanto reaberto. A polícia começou a retirar o cordão de segurança, pouco tempo depois de ser dado o alerta. Uma pessoa foi detida.

  • Dois em cada três idosos em Portugal são sedentários

    País

    É a camada da população mais inativa e com comportamentos que revelam um estilo de vida menos saudável, segundo um estudo divulgado hoje, que analisou os dados de mais de 10.600 portugueses representativos da população, entre os quais mais de 2.300 pessoas com mais de 65 anos.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.