sicnot

Perfil

País

Morreu Dylan da Silva, militar dos Comandos

O segundo militar dos comandos que estava internado no hospital em estado muito grave morreu hoje, depois de problemas ocorridos durante o 127.º curso de comandos do exército, disse hoje o ministro da Defesa. O militar em causa é Dylan Araújo da Silva que encontrava-se internado no Hospital Curry Cabral, em Lisboa, desde o dia 06 de setembro, devido a complicações hepáticas.

Numa cerimónia de inauguração do monumento em homenagem aos combatentes em Monforte, o ministro Azeredo Lopes deu conta da morte do militar dos comandos, entretanto confirmada à Lusa pelo porta-voz do Exército, o tenente-coronel Vicente Pereira, em comunicado.

"É com profundo pesar e consternação que o Exército informa que faleceu hoje, dia 10 de setembro de 2016, pelas 09:25 horas, o Soldado Dylan Araújo da Silva", lê-se no comunicado.

O documento acrescenta ainda que "neste momento de luto, dor e sofrimento para a família e para o Exército", o General Chefe do Estado-Maior do Exército, General Frederico José Rovisco Duarte, "transmitiu à família todo o apoio e solidariedade".

O apoio psicológico aos familiares continua a ser assegurado através do Centro de Psicologia Aplicada do Exército, refere ainda o porta-voz.

Esta é a segunda morte de um militar na sequência do treino dos Comandos na região de Alcochete, no distrito de Setúbal, que decorreu no domingo passado (04 de setembro). No dia do treino um militar morreu e vários outros receberam assistência hospitalar.

Um desses militares que estava com prognóstico reservado tratava-se de Dylan Araújo da Silva.

O caso já desencadeou investigações na Justiça -- instauradas quer pelo chefe do Estado-Maior do Exército, quer pela Procuradoria-Geral da República - e levou à suspensão dos cursos de Comandos do Exército.

Questionado sobre as investigações em curso, o ministro da Defesa disse hoje que não irá fazer antecipações sobre eventuais conclusões quando ainda há trabalhos a decorrer.

"Não vou antecipar, opinar sobre o andamento da investigação quando se acaba de saber que se perdeu uma vida", afirmou Azeredo Lopes, considerando "macabro e de mau gosto" eventuais considerações neste momento.

Já sobre a notícia do Expresso de que "Governo admite extinguir comandos", o ministro da Defesa recusou comentar diretamente, afirmando apenas que se estivesse sempre a desmentir notícias não verdadeiras não faria outra coisa.

Lusa

  • Ministro da Defesa lamenta morte de Dylan da Silva
    1:24

    País

    O ministro da Defesa já lamentou a morte do militar do curso de Comandos Dylan da Silva. Azeredo Lopes diz que é tempo de recolhimento e que, do ponto de vista político, é imperativo dar continuidade ao inquérito para apurar as causas das duas mortes no curso de comandos.

  • Governo admite extingir Comandos

    País

    O governo admite extinguir os Comandos, à semelhança do que aconteceu em 1993. De acordo com o jornal Expresso, o ministro da Defesa admite intervir depois da conclusão das duas investigações em curso à morte de um militar durante os treinos.

  • Marcelo apoia decisão de abrir inquérito à morte de militar em treino
    2:16

    País

    O Presidente da República apoia a decisão de abrir um inquérito e de suspender os cursos dos comandos, enquanto não se apurar o que aconteceu com o militar que morreu durante um treino. Marcelo Rebelo de Sousa visitou esta tarde os dois militares que continuam internados no Hospital das Forças Armadas. O Presidente defende que não se podem fazer juízos prematuros e considera que o caso não desprestigia as Forças Armadas.

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.