sicnot

Perfil

País

Morreu Dylan da Silva, militar dos Comandos

O segundo militar dos comandos que estava internado no hospital em estado muito grave morreu hoje, depois de problemas ocorridos durante o 127.º curso de comandos do exército, disse hoje o ministro da Defesa. O militar em causa é Dylan Araújo da Silva que encontrava-se internado no Hospital Curry Cabral, em Lisboa, desde o dia 06 de setembro, devido a complicações hepáticas.

Numa cerimónia de inauguração do monumento em homenagem aos combatentes em Monforte, o ministro Azeredo Lopes deu conta da morte do militar dos comandos, entretanto confirmada à Lusa pelo porta-voz do Exército, o tenente-coronel Vicente Pereira, em comunicado.

"É com profundo pesar e consternação que o Exército informa que faleceu hoje, dia 10 de setembro de 2016, pelas 09:25 horas, o Soldado Dylan Araújo da Silva", lê-se no comunicado.

O documento acrescenta ainda que "neste momento de luto, dor e sofrimento para a família e para o Exército", o General Chefe do Estado-Maior do Exército, General Frederico José Rovisco Duarte, "transmitiu à família todo o apoio e solidariedade".

O apoio psicológico aos familiares continua a ser assegurado através do Centro de Psicologia Aplicada do Exército, refere ainda o porta-voz.

Esta é a segunda morte de um militar na sequência do treino dos Comandos na região de Alcochete, no distrito de Setúbal, que decorreu no domingo passado (04 de setembro). No dia do treino um militar morreu e vários outros receberam assistência hospitalar.

Um desses militares que estava com prognóstico reservado tratava-se de Dylan Araújo da Silva.

O caso já desencadeou investigações na Justiça -- instauradas quer pelo chefe do Estado-Maior do Exército, quer pela Procuradoria-Geral da República - e levou à suspensão dos cursos de Comandos do Exército.

Questionado sobre as investigações em curso, o ministro da Defesa disse hoje que não irá fazer antecipações sobre eventuais conclusões quando ainda há trabalhos a decorrer.

"Não vou antecipar, opinar sobre o andamento da investigação quando se acaba de saber que se perdeu uma vida", afirmou Azeredo Lopes, considerando "macabro e de mau gosto" eventuais considerações neste momento.

Já sobre a notícia do Expresso de que "Governo admite extinguir comandos", o ministro da Defesa recusou comentar diretamente, afirmando apenas que se estivesse sempre a desmentir notícias não verdadeiras não faria outra coisa.

Lusa

  • Ministro da Defesa lamenta morte de Dylan da Silva
    1:24

    País

    O ministro da Defesa já lamentou a morte do militar do curso de Comandos Dylan da Silva. Azeredo Lopes diz que é tempo de recolhimento e que, do ponto de vista político, é imperativo dar continuidade ao inquérito para apurar as causas das duas mortes no curso de comandos.

  • Governo admite extingir Comandos

    País

    O governo admite extinguir os Comandos, à semelhança do que aconteceu em 1993. De acordo com o jornal Expresso, o ministro da Defesa admite intervir depois da conclusão das duas investigações em curso à morte de um militar durante os treinos.

  • Marcelo apoia decisão de abrir inquérito à morte de militar em treino
    2:16

    País

    O Presidente da República apoia a decisão de abrir um inquérito e de suspender os cursos dos comandos, enquanto não se apurar o que aconteceu com o militar que morreu durante um treino. Marcelo Rebelo de Sousa visitou esta tarde os dois militares que continuam internados no Hospital das Forças Armadas. O Presidente defende que não se podem fazer juízos prematuros e considera que o caso não desprestigia as Forças Armadas.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.