sicnot

Perfil

País

Cristas diz que CDS e PSD são "amigos e aliados" mas têm estratégias próprias

A líder do CDS, Assunção Cristas, candidata à Câmara de Lisboa nas autárquicas de 2017, afirmou este domingo que o partido e o PSD "são amigos e aliados", mas têm estratégias e calendários próprios.

"O CDS e o PSD são partidos amigos, são partidos aliados em muitas câmaras municipais, mas naturalmente que temos as nossas estratégias. É natural que assim seja e é bom para a democracia que assim seja", afirmou aos jornalistas, em Ponte de Lima, onde assiste hoje às Feiras Novas.

"Manteremos sempre o diálogo, muito construtivo em vários domínios, sabendo que há agendas e calendários próprios. Eu acho que isso é salutar", acrescentou Assunção Cristas.

A líder do CDS-PP anunciou no sábado, na 'rentrée' política do partido, que vai concorrer à autarquia da capital, atualmente liderada pelo PS.

Desde 1976, quando se realizaram as primeiras eleições autárquicas, o PSD e o CDS-PP concorreram por várias vezes coligados à Câmara Municipal de Lisboa, incluindo nos dois atos eleitorais mais recentes, em 2009 e 2013.

Questionado no sábado pelos jornalistas, o líder do PSD, Pedro Passos Coelho, desejou "a melhor sorte" a Assunção Cristas e reiterou que o seu partido não vai tomar uma decisão sobre a candidatura a este município nos próximos meses.

Contactado pela Lusa, o líder da concelhia de Lisboa do PSD, Mauro Xavier, disse que o partido recusa concorrer à câmara da capital numa lista que não seja encabeçada por um social-democrata, colocando de parte uma "potencial coligação" com o CDS-PP.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.