sicnot

Perfil

País

Filho que esfaqueou pai diplomata ficou em prisão preventiva

O filho do diplomata da Delegação da União Europeia (UE) na Tunísia que esfaqueou o pai no sábado em Lisboa está em prisão preventiva desde segunda-feira por ordem do juiz de instrução criminal, informou esta terça-feira o Ministério Público.

Segundo a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa, o arguido, "fortemente indiciado pela prática do crime de homicídio qualificado na forma tentada", foi presente, na segunda-feira, a um juiz de instrução criminal para primeiro interrogatório judicial, tendo ficado em prisão preventiva.

De acordo com os fortes indícios recolhidos, na sequência de um desentendimento com o pai, o jovem desferiu, "com uma faca, vários golpes no pescoço e abdómen do pai com o intuito de lhe tirar a vida", acrescenta a PGDL.

A investigação prossegue sob a direção do MP do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, com a colaboração da Polícia Judiciária.

No domingo à tarde, a Polícia de Segurança Pública confirmou à Lusa que um homem de 53 anos fora esfaqueado pelo filho, de 23 anos, na rua Maria da Fonte, junto ao mercado do Forno do Tijolo, na freguesia de Arroios, em Lisboa.

O diplomata encontra-se internado no Hospital de S. José, em Lisboa.

Lusa

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52