sicnot

Perfil

País

Aquecimento global e consequências da ação do homem no planeta

Aquecimento global e consequências da ação do homem no planeta

A NASA confirmou hoje que julho e agosto foram os meses mais quentes do ano a nível global desde há 136 anos. O professor de Meteorologia Faculdade de Ciências de Lisboa, Pedro Miranda, faz um balanço do aquecimento global e das consequências da ação do homem no planeta.

  • Calor. Vento e águas mais quentes, porquê?
    5:48

    País

    Este verão tem sido particularmente quente. A temperatura da água alcançou o valor mais alto dos últimos 16 anos. A vaga de calor deve-se em parte à predominância de ventos de leste. O climatologista, Carlos da Câmara, explica porque razões o vento e as águas estão mais quentes este ano.

  • Agosto teve duas ondas de calor
    6:38

    País

    Pedro Viterbo do Instituto Português do Mar e da Atmosfera esteve na SIC Notícias, onde falou sobre as temperaturas, que vão aumentar nos próximos dias. Segundo Pedro Viterbo, em agosto sentiu-se duas ondas de calor no país: uma no início do mês e a outra no final. Em comparação com os outros anos, agosto foi um mês "extremamente quente", igual a agosto de 2003 e a julho deste ano. Estas temperaturas mostram que o aquecimento global "faz sentido".

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41