sicnot

Perfil

País

Praxe+ apresentada hoje

A integração de novos alunos universitários, muitas vezes através das praxes académicas, pode a partir de agora ser feita com ciência e cultura, segundo o programa Praxe+, que é hoje apresentado.

O programa, organizado pela Ciência Viva, a Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica, pretende juntar associações de estudantes e associações que promovam a cultura científica em propostas que ajudem no acolhimento de novos estudantes universitários.

A partir de agora as associações de estudantes podem apresentar candidaturas a financiamento pela Ciência Viva, que até outubro vai estar a divulgar a Praxe+ em várias universidades do país.

O programa "destina-se a apoiar formas de integração que respeitem a autonomia pessoal e o sentido crítico dos estudantes e que promovam a inovação que deve nortear as atividades da educação, da cultura e da ciência", diz a Ciência Viva em comunicado.

Rosalia Vargas, presidente da Ciência Viva, explicou à Agência Lusa que o programa vem no seguimento do trabalho da Agência junto dos estudantes, do pré-escolar ao secundário, sendo a primeira vez que há "um convite tão direto aos estudantes do ensino superior".

"É um concurso, uma candidatura, um convite a apresentação de propostas de jovens do ensino superior", para projetos variados, que segundo Rosalia Vargas vão da divulgação do conhecimento científico a "atividades performativas e entretenimento cultural", ou que resultem em produtos específicos ou aproximem instituições e comunidades.

Rosalia Vargas nega que o Praxe+ seja um substituto das praxes académicas, sendo antes uma forma de ajudar na entrada dos novos estudantes, "criativa, inovadora e com ciência e cultura", e que ao mesmo tempo estimule parecerias com a comunidade científica.

Ao programa pode concorrer qualquer associação de estudantes e os projetos serão desenvolvidos ao longo do ano, sendo depois formalmente apresentados no início do próximo ano letivo, explicou a responsável.

O Praxe+ é apresentado na tarde de hoje na Faculdade de Ciências e Tecnologia daUniversidade Nova de Lisboa, no âmbito de uma visita do primeiro-ministro e do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior aos laboratórios e salas de aula onde decorrem ações de acolhimento aos novos estudantes.

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.