sicnot

Perfil

País

Arranque no ano letivo na Secundária Almeida Garrett, em Gaia

Arranque no ano letivo na Secundária Almeida Garrett, em Gaia

Termina hoje o prazo dado às escolas pelo Ministério da Educação para o arranque do ano letivo. Em Vila Nova de Gaia, na Secundária Almeida Garrett, hoje foi dia de receção aos novos alunos. A SIC falou com o diretor Paulo Mota.

  • Termina hoje o prazo dado para o início do ano letivo
    2:20

    País

    O início do ano escolar está a ser marcado por grande normalidade. Esta quinta-feira foi o último dia marcado pelo Ministério da Educação para o início das atividades letivas. Na Escola Secundária Camilo Castelo Branco, em Carnaxide, as aulas recomeçaram hoje. O diretor do Agrupamento, António Seixas, acredita que até ao fim da semana sejam colocadas as duas substituições de professores por doença e espera que o ano decorra sem sobressaltos.

  • Início de ano letivo é sinónimo de despesas para muitas famílias
    4:06

    País

    O ano letivo arrancou oficialmente na sexta-feira mas as escolas têm até ao dia 15 para receber os alunos. Seja no ensino público ou no ensino privado estes dias servem para que as famílias preparem o material escolar e os manuais, para que nada falte no regresso às aulas. As despesas com a compra de material pesam no orçamento de muitas famílias portuguesas.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.