sicnot

Perfil

País

Arranque no ano letivo na Secundária Almeida Garrett, em Gaia

Arranque no ano letivo na Secundária Almeida Garrett, em Gaia

Termina hoje o prazo dado às escolas pelo Ministério da Educação para o arranque do ano letivo. Em Vila Nova de Gaia, na Secundária Almeida Garrett, hoje foi dia de receção aos novos alunos. A SIC falou com o diretor Paulo Mota.

  • Termina hoje o prazo dado para o início do ano letivo
    2:20

    País

    O início do ano escolar está a ser marcado por grande normalidade. Esta quinta-feira foi o último dia marcado pelo Ministério da Educação para o início das atividades letivas. Na Escola Secundária Camilo Castelo Branco, em Carnaxide, as aulas recomeçaram hoje. O diretor do Agrupamento, António Seixas, acredita que até ao fim da semana sejam colocadas as duas substituições de professores por doença e espera que o ano decorra sem sobressaltos.

  • Início de ano letivo é sinónimo de despesas para muitas famílias
    4:06

    País

    O ano letivo arrancou oficialmente na sexta-feira mas as escolas têm até ao dia 15 para receber os alunos. Seja no ensino público ou no ensino privado estes dias servem para que as famílias preparem o material escolar e os manuais, para que nada falte no regresso às aulas. As despesas com a compra de material pesam no orçamento de muitas famílias portuguesas.

  • O primeiro dia de Donald Trump na Casa Branca
    3:05
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.