sicnot

Perfil

País

Cristas diz que drama do início do ano escolar acabou porque sindicatos mandam

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, afirmou esta quinta-feira que o início do ano escolar deixou de ser "um drama" não porque não existam problemas mas porque os sindicatos da Função Pública mandam no Ministério da Educação.

"Nos anos anteriores é sempre um drama o início do ano escolar, parece que de repente, como por golpe de mágica, está tudo resolvido. Não está, mas obviamente que quem dá voz a essas questões este ano está calado, manda no Ministério da Educação, tem de encaixar essas críticas como também sendo da sua responsabilidade", afirmou Assunção Cristas.

A líder centrista visitou uma escola básica e secundária em Queluz, no concelho de Sintra, e revelou que o CDS tem recebido queixas de professores que não estão colocados, falta de funcionários auxiliares e casos pontuais de alunos que ainda não têm escola.

Assunção Cristas defendeu que as políticas educativas passem a ter um ciclo de seis anos, durante os quais não possam ser alteradas, argumentando que neste setor a estabilidade "é um valor em si mesmo".

"Nos últimos anos tem havido muita instabilidade. As pessoas estão cansadas de saber que quando vem um novo Governo tudo muda, temos a experiencia deste Governo que a meio do ano letivo mudou as regras da educação", sustentou.

"Isto deve-nos fazer tirar lições para o futuro e no parlamento trabalhar conjuntamente para encontrar patamares de consenso e de estabilidade a seis anos", acrescentou.

Nesse processo, Cristas defendeu a reorganização dos ciclos e metas curriculares e a estabilidade na avaliação dos alunos.

Lusa

  • Termina hoje o prazo dado para o início do ano letivo
    2:20

    País

    O início do ano escolar está a ser marcado por grande normalidade. Esta quinta-feira foi o último dia marcado pelo Ministério da Educação para o início das atividades letivas. Na Escola Secundária Camilo Castelo Branco, em Carnaxide, as aulas recomeçaram hoje. O diretor do Agrupamento, António Seixas, acredita que até ao fim da semana sejam colocadas as duas substituições de professores por doença e espera que o ano decorra sem sobressaltos.

  • Início do ano letivo em análise
    8:49

    Opinião

    A Fenprof admite que o ano letivo arrancou de forma mais tranquila mas, para o secretário-geral, Mário Nogueira, há ainda muitos problemas que o Governo tem que resolver.

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.