sicnot

Perfil

País

Governo vai fechar farmácias de venda ao público em hospitais do SNS

As únicas farmácias de venda ao público que funcionam em hospitais públicos, no Beatriz Ângelo (Loures) e no Centro Hospitalar Tâmega e Sousa, vão encerrar assim que termine o prazo de concessão, em 2018 e 2019, respetivamente.

A medida é uma das várias que o Governo vai aprovar no Conselho de Ministros dedicado à saúde que se realiza em Coimbra hoje, Dia do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

O diploma revoga o regime de instalação e funcionamento de farmácias de dispensa de medicamentos ao público nos hospitais do SNS, "uma vez que se constatou que os princípios de interesse público e de acessibilidade que presidiram à implementação deste regime não se demonstraram, e que se encontra devidamente assegurada a acessibilidade dos utentes aos medicamentos através da rede de farmácias comunitárias existentes com a adequada cobertura de serviços de turnos existente".

As duas farmácias que existem em hospitais públicos vão, assim, fechar as portas quando for alcançado o prazo da concessão.

A farmácia do Hospital Beatriz Ângelo funciona desde 17 de fevereiro de 2013 e o prazo de concessão termina a até 17 de fevereiro de 2018.

Em relação à farmácia do Centro Hospitalar Tâmega e Sousa, esta está em funcionamento desde 28 de março de 2014 e tem uma concessão até 28 de março de 2019.

Lusa

  • "Quem não deve não teme"

    Football Leaks

    O futebolista português Cristiano Ronaldo, questionado sobre a sua alegada fuga ao fisco veiculada pela investigação "Football Leaks", disse que "quem não deve não teme", numa reação difundida esta quinta-feira pela rádio espanhola Onda Cero.

  • Cerca de 150 civis doentes retirados de Alepo

    Mundo

    Cerca de 150 civis, a maioria doentes ou deficientes, foram retirados na noite de quarta-feira para quinta-feira de um centro de saúde de Aleppo, na parte mais antiga da cidade tomada pelo exército sírio, anunciou a Cruz Vermelha internacional.