sicnot

Perfil

País

Comissário Moedas é a 4.º personalidade mais influente no ensino superior britânico

Comissário Carlos Moedas

© Hugo Correia / Reuters

O comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas, está em quarto lugar numa tabela das pessoas com mais influência nas universidades britânicas, hoje publicada no jornal The Guardian.

A tabela foi realizada pelo grupo de reflexão para a política do ensino superior Wonkhe e encabeçada pela primeira-ministra britânica, Theresa May.

Moedas surge em quarto lugar devido, escreve o diário britânico, "à considerável influência que terá sobre os sobre os pontos mais delicados da política de ensino superior durante o 'Brexit'".

Segundo o Wonkhe, o setor do ensino superior terá que trabalhar muito com o comissário para "conseguir uma boa negociação pós-'Brexit'", salientando que Moedas já começou a conversar com o ministro britânico para o ensino superior e ciência, Jo Johnsosn (em sétimo lugar na tabela) sobre o estatuto dos programas do Horizonte 2020 que envolvem universidades britânicas.

O Segundo lugar do 'ranking' pertence à chanceler alemã, Angela Merkel, uma vez "os termos da saída do Reino Unido [do bloco europeu] terão que ser aprovados pelos Estados-membros da União Europeia, mas nada será acordado sem o consentimento da Alemanha.

O Reino Unido decidiu, por referendo, em junho, deixar a União Europeia, tendo agora o Governo de Londres que invocar o artigo 50.º do Tratado de Lisboa para se poderem iniciar as condições de saída.

Lusa

  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.